Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Estilo de vida

O que é "ranço" e o que Jesus diria sobre isso?

UPSET WOMEN

Shutterstock

Jovens de Maria - publicado em 04/06/18

A palavra virou moda entre os jovens

Uma das definições mais engraçadas de “ranço” que encontrei, depois de uma rápida pesquisa no Google, é: “até o andar da pessoa te irrita, como ela mastiga, como bate palma, a respiração, tudo”. Algumas pessoas dizem, por outro lado, que têm “doutorado em pegar ranço”.

Ao ler estas e outras descrições do “ranço” lembrei da história de uma grande santa: Teresinha do Menino Jesus. Conta a história que uma das suas irmãs no Carmelo considerava Teresinha a sua melhor amiga, por todos os gestos de amabilidade e delicadeza que tinha com ela. Porém, ao ler os diários da Santa, constatamos que Teresinha simplesmente “não suportava” essa irmã. Na gíria atual poderíamos dizer que “tinha ranço dela”. É uma constatação surpreendente, diante do convencimento geral de que “depois que o ranço se instala não tem cura”.


COMP,RELATIONSHIP,ST THERESE OF LISEIUX

Leia também:
Conselhos de Santa Teresinha para você aprender a lidar com pessoas antipáticas

Como todo sentimento, o “ranço” começa como uma reação espontânea diante de certas características de uma pessoa, que fica então sendo antipática para nós. Contudo, se não o rejeitamos quando aparece inicialmente, ele acaba por tomar conta de toda a nossa atitude para com a pessoa. A convivência então torna-se insustentável. Mas a coisa não termina por aí.

O “ranço” pode criar muitas vítimas. Como na frase que citei acima, parece que algumas pessoas têm “doutorado em pegar ranço”. Mas por que será isso? Penso que se são muitas as pessoas pelas quais sentimos “ranço”, devemos parar um pouco para pensar, refletir, fazer um exame de consciência. Não será que o problema não são os outros e sim nós mesmos? Não será que temos que repensar nossa maneira de nos relacionarmos com os demais? Como assim ficou tão difícil serem nossos amigos?

Numa escala maior, a nível social digamos, talvez possamos encontrar na facilidade para ter “ranço” uma das explicações para o efêmero das nossas relações, para a cultura do descartável, tão denunciada pelo Papa Francisco.

Caro jovem, vou direto ao ponto: acho que como cristãos não podemos nos consentir ter “ranço”. Não podemos nos deixar levar por ele, que ele determine as nossas relações. Isso não significa que basta “querer” e como por mágica o “ranço” vai desaparecer. Mas implica sim que a partir de hoje, eu e você assumamos o compromisso de começar, pelo menos, a dedicar um pequeno espaço na nossa oração para pedir por esses pelos quais sentimos “ranço”. E depois talvez possamos fazer algum pequeno gesto por eles, e que o façamos por amor a Deus, Que é amigo de todos e não sente “ranço” de ninguém.

Também, se você sente que o “ranço”está tomando conta do seu coração, alastrando-se em todas as suas relações, isso não é motivo para perder a esperança. Pelo contrário, é uma ocasião para pedir mais ao Sagrado Coração de Jesus para que te transforme interiormente, para que você seja manso e humilde de coração. E também a Maria, Nossa Mãe, para que todos encontrem em você, assim como encontram Nela, um auxílio e uma intercessora.

Por Martín Ugarteche Fernández, via Jovens de Maria 

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
RelacionamentoSantos
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia