Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Inédito: a primeira “metrorromaria” de Nossa Senhora de Nazaré no Brasil

Nossa Senhora de Nazaré metrô
Captura de Tela - YouTube
Compartilhar

O dia em que a imagem da "Rainha da Amazônia", levada de Belém para São Paulo, andou de metrô entre a Sé e o Mosteiro da Luz

Uma das devoções marianas mais populares e intensas do Brasil é a do povo paraense a Nossa Senhora de Nazaré, que, além de lotar as ruas da capital, Belém, durante o multitudinário Círio de Nazaré, também se prolonga durante o ano inteiro na vida espiritual da população.

Trazida de Belém a São Paulo no final de junho, a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré protagonizou na semana passada mais um episódio inusitado: ao ser levada em procissão entre a Catedral da Sé e o Mosteiro da Luz, a fim de ficar exposta à visitação dos fiéis no Museu de Arte Sacra de São Paulo, a imagem da “Rainha da Amazônia” foi transportada via metrô, realizando assim o que tem sido apontado como a primeira “metrorromaria” do Círio de Nazaré.

Cerca de 100 fiéis da Guarda da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré cuidaram da viagem iniciada na Estação da Sé, por volta de 14h30, em meio aos usuários do sistema metroviário que puderam acompanhar o trajeto entre cânticos de louvor.

O responsável eclesiástico pela peregrinação foi dom Devair Araújo da Fonseca, bispo auxiliar de São Paulo, que não deixou de destacar:

“Nossa Senhora já andou de barco, de moto, de ônibus, e agora anda de metrô em São Paulo”.

Acompanhada pelo fervor dos fiéis, a Imagem Peregrina da Mãe de Deus foi recebida no Museu de Arte Sacra da capital paulista com aplausos e aclamações de “Viva Nossa Senhora de Nazaré!“.