Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa faz visita surpresa a velha amiga em Roma

PAPIEŻ FRANCISZEK
AP/EAST NEWS
Compartilhar

O objetivo da visita inesperada era encontrar uma senhora idosa, conhecida sua, que está doente

Não uma sexta-feira, como costuma ser,  mas um Sábado da Misericórdia. No final da tarde de sábado, o Papa Francisco chegou a bordo de seu Ford Focus azul, na Via Alessandria, no bairro Salario em Roma, que àquela hora estava completamente deserto.

O objetivo da visita inesperada era encontrar uma senhora idosa, conhecida sua, que devido a uma doença está impossibilitada de locomover-se e por diversas vezes havia manifestado o desejo de encontrar Francisco.

Poucas pessoas reconheceram o carro azul e incrédulas, apesar do calor, decidiram esperar que o Papa saísse, em frente à porta. Acompanhavam o Santo Padre apenas os gendarmes e alguns policiais à paisana, que ficaram vigiando a entrada do prédio onde mora a senhora.

A visita durou cerca de uma hora, e uma vez na rua, Francisco foi de encontro a um pequeno grupo de moradores, que o acolheram e cumprimentaram com o mesmo carinho de sempre.

Ele apertou a mão de todos, distribuiu abraços e sorrisos. Em particular, o Papa parou para brincar com uma criança, enquanto uma jovem, à sua vista, não conseguia conter as lágrimas de emoção. Outro senhor deu-lhe um pequeno crucifixo.

Advertido da presença do Santo Padre, um homem doente, que vive no mesmo prédio que a senhora idosa amiga de Francisco, foi até ele para receber consolo e pedir oração. De volta ao carro, o Papa continuou a saudar os presentes, abençoando-os.

Assim, um momento de grande alegria para este bairro, que Francisco conhece bem. A algumas centenas de metros de distância, na Piazza Buenos Aires, existe de fato a Igreja argentina de Santa Maria Addolorata, onde ele, também como cardeal, ia seguidamente de ônibus para encontrar os confrades.

(Vatican News)