Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Um hino de 1.300 anos a Cristo, Deus e Mestre da humanidade

CHRIST THE GOOD SHEPARD
Compartilhar

"Ó Verbo eterno, tempo infinito, luz imortal, fonte de misericórdia..."

O bispo dom Henrique Soares da Costa, da diocese brasileira de Palmares, em Pernambuco, postou em sua página no Facebook um precioso hino de mais de mil anos dedicado “ao Cristo nosso Deus, Mestre da humanidade”.

Comenta dom Henrique:

Um hino ao Salvador nosso, de São Cirilo de Alexandria, do século III. Rezar, cantar, louvar, contemplar, silenciar: eis o melhor modo de compreender com o coração Aquele que é o Salvador do mundo, o Criador de tudo! Vivemos num mundo barulhento: de ideias, de perversões, de pecados, de orgulhos, de fechamentos para Deus. No barulho o Senhor não fala; no excesso de palavras, o Senhor silencia e Se ausenta; a um coração rumoroso pelo fechamento em si mesmo, o Senhor não Se revela! “Para Ti, Deus de Israel, o silêncio é louvor”.

Em seguida, ele apresenta o hino dos primeiros séculos da nossa fé:

Ó Cristo, Senhor dos eleitos,
Palavra incorruptível de Deus Pai,
Príncipe da sabedoria,
Sustento nas fadigas,
Alegria sem fim!

Jesus, Salvador do gênero humano,
pastor, protetor, guia e educador,
caminho celeste do rebanho dos santos!
Pescador de homens, Tu vens nos arrancar do mar do vício;
arrancas os peixes poupados da onda ameaçadora
e os levas até a vida bendita.

Conduze-nos, Pastor do rebanho humano;
reina, ó Santo, sobre os filhos que redimiste!
Os Teus passos são a estrada do Céu!

Ó Verbo eterno, tempo infinito,
luz imortal, fonte de misericórdia,
promotor da virtude, prêmio incomparável de quem honra o Altíssimo!