Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 20 Maio |
Bem-aventurado Luís Talamoni
Aleteia logo
Curiosidades
separateurCreated with Sketch.

Em plena São Paulo: a curiosa Capela Santa Cruz das Almas dos Enforcados

Capela Santa Cruz das Almas dos Enforcados

CC

Reportagem local - publicado em 02/10/18

Ela fica em um dos mais peculiares bairros da megalópole brasileira e tem uma história igualmente ímpar

Quem anda pelo bairro da Liberdade, em São Paulo, muito famoso no Brasil inteiro pela forte presença de imigrantes orientais, talvez não note a capela do número 238 ou, em todo caso, não saiba o motivo do seu curioso nome: Capela de Santa Cruz das Almas dos Enforcados.

Em parte, a origem desse nome (que chega a soar até macabro para alguns) está ligada à pena capital que esteve em vigor no Brasil durante séculos. Mas o que realmente liga esta capela aos enforcados é a história de Francisco José das Chagas, o “Chaguinhas”.

Tudo aconteceu cerca de um ano antes da declaração da independência do país. Em 1821, o quartel da Rua Santa Catarina protagonizou a Revolta Nativista, que guarda ligações com a separação do Brasil de Portugal.

A revolta reivindicava o pagamento de salários já atrasados havia 5 anos, bem como a igualdade de tratamento entre soldados brasileiros e portugueses. Chaguinhas foi preso e, apesar dos pedidos por clemência, acabou condenado à morte – um fato que chocou toda a localidade.

Onde hoje fica a popularíssima Praça da Liberdade, foi erguida uma forca para a execução de Chaguinhas.
E é então que ocorre o imprevisto: duas vezes, a corda arrebentou.

Na primeira, o povo clamou “Liberdade!”.

Na segunda, o brado foi de “Milagre!”.

Mas na terceira vez a corda não falhou. Ainda assim, o réu continuava mostrando sinais de vida, o que gerou um acréscimo de brutalidade à já brutal execução: ele foi morto a pauladas.

Francisco José das Chagas faleceu em 20 de setembro de 1821. Uma cruz foi erguida no lugar de sua morte e velas foram acesas ao redor. Em 1887, em sua memória, foi fundada a igrejinha que se tornou conhecida, e permanece até hoje, como a Capela Santa Cruz das Almas dos Enforcados.

Capela Santa Cruz das Almas dos Enforcados interior
Flickr

HORÁRIOS DE MISSAS

Segunda-feira: 7h, 8h, 9h, 10h, 12h, 15h, 17h, 18h e 19h Terça-feira a Sexta-feira: 08h, 12h e 18h Sábado: 8h, 10h e 12h Domingo e Feriado: 8h, 10h e 11h30

____________

Com informações do jornal arquidiocesano O São Paulo


capela santa luzia

Leia também:
A igreja de 1.200 toneladas que “flutua” a 31m de altura em plena São Paulo




Leia também:
Um lugar de paz e silêncio em meio à agitação da maior cidade do Brasil

Tags:
Devoçãopena de morte
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia