Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Tsunami na Indonésia: Igreja distribui comida e oferece abrigos e leitos hospitalares

Ronald / AFP
Compartilhar

Apenas 12% dos indonésios são cristãos, mas a Igreja é uma das instituições mais atuantes e eficazes em ajuda humanitária no maior país muçulmano do mundo

A Cáritas Indonésia está distribuindo alimentos e suprimentos de primeira necessidade aos sobreviventes do tsunami que matou mais de 400 pessoas em 22 de dezembro, após o colapso parcial do vulcão Anak Krakatoa – que, no idioma local, quer dizer “o filho do Krakatoa”, em referência ao famosíssimo vulcão que, ao explodir no final do século XIX, matou mais de 36 mil pessoas. O potente movimento submarino causado pelo colapso da semana passada no estreito de Sunda provocou as ondas gigantes que golpearam parte das ilhas de Java e Sumatra.

Membro da diretoria da Cáritas Indonésia, Yohannes Baskoro falou das dificuldades de comunicação com as Cáritas locais, mas observou que, mesmo assim, o trabalho está fluindo e mais de 1.000 pacotes de comida foram distribuídos só no dia de Natal. Centenas de pacotes também foram destinados ao hospital de Lampung.

O pe. Ignatius Swasono, diretor da Cáritas Indonésia, recordou que o país tem enfrentado recorrentes situações de emergência nos últimos meses, “mas desta vez os estragos foram maiores: em plena véspera do Natal, [o tsunami] surpreendeu a todos“. Ele acrescenta que “muitos voluntários estão trabalhando” e que o hospital católico de Cilegon Serang está “aberto para todas as pessoas que precisam“. O sacerdote aproveita para pedir a todos “que nos ajudem de novo neste momento de medo e desânimo, para que o Natal de nosso Senhor traga esperança às populações afetadas“.

Três paróquias da região de Cilegon, na ilha de Java, estão disponíveis para abrigar pessoas, em parceria com a Cáritas.

Cerca de 80% dos 260 milhões de indonésios são muçulmanos. 12% são cristãos e 8% professam outras religiões ou nenhuma. Embora minoritária no país, a Igreja Católica tem se mostrado uma das instituições mais atuantes e eficazes em ajuda humanitária na Indonésia.

Aleteia Top 10
  1. Lidos