Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa: onde há vida, há esperança

POPE FRANCIS CHILD
Compartilhar

“Tomar cuidado da vida exige que se faça isso durante toda a vida e até o fim"

Ao receber os membros do Movimento Italiano para a Vida, nesse sábado, o Papa Francisco advogou pela defesa da vida dos que estão para nascer.

“Tomar cuidado da vida exige que se faça isso durante toda a vida e até o fim. Também, exige-se que se coloque toda a atenção às condições de vida. A saúde, a educação, as oportunidades de trabalho, e assim por diante; por fim, tudo o que permite a uma pessoa viver de modo digno ”

Continuando a falar sobre o Dia da Vida deste ano, o Papa recorda o tema que é “uma passagem do profeta Isaías, que nos comove sempre, recordando-nos a maravilhosa obra de Deus: ‘Eis que estou fazendo coisas novas’, diz o Senhor deixando aflorar seu coração sempre jovem e o seu entusiasmo em gerar todas as vezes como no princípio, algo que antes não havia e trazendo uma beleza inesperada”.

“Apagar voluntariamente a vida no seu desabrochar é, em todos os casos, uma traição à nossa vocação, além do pacto que liga reciprocamente as gerações, pacto que permite olhar adiante com esperança. Onde há vida, há esperança! ”

“E jamais devemos nos resignar – diz o Papa, – devemos trabalhar conhecendo os nossos limites mas também o poder de Deus”.

Ao falar do Movimento recorda “um sinal particular de consolo é dado pela presença de muitos jovens. Caros jovens, vocês são a riqueza do Movimento para a Vida, para a Igreja e para a sociedade. É muito belo ver que vocês dedicam seu tempo e energia para a proteção d vida e o apoio aos mais indefesos”, também evidenciou a importância da laicidade do Movimento que é “fundada na verdade do bem da vida, que é valor humano e civil e como tal, deve ser reconhecido por todas as pessoas de boa vontade”.

Por fim recordando mais uma vez a celebração do Dia da Vida o Papa faz um apelo “a todos os políticos, para que, independente das convicções de fé de cada um, coloquem como prioridade do bem comum a defesa da vida dos que estão para nascer e fazer parte da sociedade, à qual devem trazer novidade, futuro e esperança.”

(Vatican News)