Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconEstilo de vida
line break icon

Inspire-se nos alimentos da Bíblia para ter uma gravidez mais saudável

PREGNANT WOMAN GROCERY SHOPPING

Shutterstock

Beatriz Camargo - publicado em 03/06/19

É difícil saber o que Maria, por exemplo, comeu durante a sua gravidez. Mas as Escrituras nos dão algumas pistas

Os cuidados com a alimentação são fundamentais durante toda a gravidez, principalmente em mamães que sofrem com hipertensão, diabetes e hiperêmese gravídica (alteração hormonal que provoca vômitos intensos durante os três primeiros meses de gestação e que pode causar anemia). Assim que a gravidez é confirmada, a dieta se torna algo que merece atenção redobrada, principalmente no que diz respeito às necessidades calóricas e nutricionais, aos intervalos entre as refeições e à ingestão de líquidos.

Segundo os especialistas, com exceção dos casos em que há necessidade de uma alimentação especial supervisionada, as futuras mamães devem abusar de um cardápio rico em vitaminas e minerais e que conte com porções equilibradas de carboidratos e proteínas.

É natural também que, preocupadas em fornecer os melhores nutrientes ao bebê que está se desenvolvendo, as grávidas procurem variar a alimentação e explorar novos sabores. Consciente das mudanças que ocorrem em seu corpo, ela busca preservar e cuidar de sua saúde e da do bebê.

Nesse processo, além de refletir profundamente sobre o milagre da vida, a mamãe também é capaz de sentir todo o poder divino que envolve seu ventre e se conectar à mais amada das mães – a Santíssima Virgem Maria.

E essa poderosa conexão espiritual pode influenciar também na alimentação da futura mamãe, que poderá acrescentar em suas refeições alguns dos ricos alimentos que, possivelmente, fizeram parte da alimentação de Maria – alguns até citados na Bíblia. Na lista abaixo é possível conhecê-los e ainda obter informações sobre os benefícios que eles proporcionam durante a gravidez:

 – Carne vermelha – No Novo Testamento, Jesus é descrito como o “Cordeiro de Deus, que se sacrifica por nós”, em clara menção à principal fonte de carne no tempo de Jesus. As carnes vermelhas são ricas em ferro e colina, que pertence ao grupo das vitaminas do complexo B – nutrientes que devem ser ingeridos em maiores quantidades durante a gravidez. Níveis baixos de ferro no início e na metade da gravidez podem causar anemia, o que dobra o risco de parto prematuro e baixo peso ao nascer. Por tal razão, as mulheres grávidas precisam de mais ferro, principalmente durante o terceiro trimestre, quando o volume de sangue em seu corpo aumenta;

 – Cereais e grãos integrais – Sabe-se que o pão era algo indispensável na alimentação de Jesus e seus seguidores e, naquela época, ele costumava ser preparado com cevada ou trigo. Os cereais são ricos em fibras e nutrientes, incluindo vitaminas B, fibra e magnésio. Para as grávidas, a aveia e a quinoa são recomendados por oferecerem quantidade razoável de proteínas. Já grãos como ervilhas, feijão, lentilha e grão de bico, além de serem excelente fonte de fibras, oferecem também ácido fólico, que auxilia no bom desenvolvimento do bebê;

 – Ervas e hortaliças de folhas escuras – Pesquisadores acreditam que um dos pratos servidos na Última Ceia foi preparado com “ervas amargas”, o que se leva a crer que as verduras eram consumidas pelos hebreus. Entre as ervas, o manjericão fresco é uma boa fonte de proteína, vitamina E, riboflavina, niacina, vitamina A, vitamina C, vitamina K, vitamina B6, magnésio, fósforo, potássio, zinco, cobre e manganês. Já brócolis, espinafre, couve, acelga e outras hortaliças de folhas escuras são altamente recomendadas durante a gestação por oferecerem alta concentração de fibras, vitamina C, vitamina K, vitamina A, cálcio, ferro, ácido fólico e potássio. Além disso, eles são ricos em antioxidantes, beneficiam o sistema imunológico e a digestão;

 – Figo – Em trecho do Evangelho de Marcos, está escrito que Jesus, ao sentir fome, procurou uma figueira, mas ela estava sem frutos. Dessa passagem, crê-se que, se ela estivesse carregada, Jesus teria comido os figos. Esse fruto é uma boa fonte de ferro, nutriente que está diretamente ligado à anemia. Na gravidez, o consumo de figo oferece a vitamina K, que é necessária para a coagulação adequada do sangue e formação óssea, além de auxiliar na crescente demanda do bebê por ferro;

 – Frutos secos e oleaginosas – Uvas-passas, tâmaras desidratas e castanhas faziam parte da dieta dos hebreus. Nos dias atuais, esses alimentos fornecem muita comodidade, pois podem ser consumidos como um lanche rápido e altamente nutritivo. Para as grávidas, o consumo de damascos, cerejas e amoras ajudam a prevenir infecções do trato urinário. Já a ameixa seca é um excelente laxante natural. Entre as oleaginosas, as nozes são uma das melhores opções pois são fonte de ômega-3 – gordura considerada essencial para o desenvolvimento do cérebro do bebê;

– Pescados – O milagre da multiplicação dos peixes remete à importância do consumo desse alimento e é, sem sombra de dúvida, uma das passagens mais conhecidas da Bíblia. O consumo de peixe acrescenta à dieta ácidos graxos ricos em ômega-3 de cadeia longa DHA e EPA, essenciais durante a gravidez;

 – Azeite de oliva – Esse óleo é frequentemente mencionado nas Escrituras e é muito provável que Jesus o tenha usado ao compartilhar o pão na Última Ceia. O azeite de oliva é outra fonte de ômega-3 que pode ser utilizado pelas mulheres na gestação e, com o consumo diário, auxilia na absorção do cálcio e das vitaminas K, A, E e D pelo organismo;

– Água – Em conhecida passagem do Evangelho segundo João, Jesus teve sede e pediu água a uma mulher samaritana que tinha vindo tirar água do poço e, aparentemente, iria bebê-la. Como durante a gravidez o volume de sangue aumenta até 1,5 litro é muito importante que a futura mamãe fique atenta à sua hidratação. Além disso, aumentar a ingestão de água pode ajudar a aliviar a constipação intestinal e reduzir o risco de infecções do trato urinário, que são comuns durante a gravidez. Como regra geral, a água deve ser consumida livremente e em todas as vezes que a mamãe sentir sede;

– Leite – Na época de Jesus Cristo, os pastores de cabras tinham mais acesso ao leite, mas pode-se presumir que Maria tenha bebido leite ao longo da sua vida. Durante a gravidez é importante consumir produtos lácteos, pois eles oferecem dois tipos de proteínas de alta qualidade: a caseína e o soro de leite. O leite é a melhor fonte dietética de cálcio e fornece grandes quantidades de fósforo, várias vitaminas B, magnésio e zinco, o que ajuda a atender às necessidades do feto em crescimento.


FIGS

Leia também:
Já ouviu falar da dieta da Bíblia?

Tags:
GravidezSaúde
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia