Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 25 Novembro |
São Pedro Yi Ho-Yong
home iconReligião
line break icon

Este é o único padre que sobrou numa cidade invadida pelo Estado Islâmico

Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN)

Reportagem local - publicado em 12/07/19

E ele agora está convidando os cristãos refugiados a retornarem

Mossul é uma das mais importantes cidades do Iraque e uma das que mais sofreram os horrores sanguinários perpetrados pelo bando fanático Estado Islâmico, horda jihadista que proclamou um califado na região e impôs à população um regime de terror que se prolongou durante três anos, até a derrota reconhecida em 10 de julho de 2017 – acabamos de celebrar dois anos dessa histórica libertação.

Desde a queda dos terroristas, um padre assumiu em Mossul uma nova e crucial missão: a de chamar os católicos refugiados a retornarem para casa. Trata-se do pe. Amanuel Adel Kloo, o único sacerdote que resta hoje em Mossul.

Durante os três anos de horror jihadista, a população local foi submetida à sharia, legislação islâmica estrita, sob a qual foram impostas conversões forçadas ao islamismo, execuções em massa e o ressurgimento da escravidão. Num cenário desses, “ninguém acreditava que os cristãos retornariam a Mossul“, como disse o próprio pe. Kloo em entrevista à Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN, pela sigla em inglês adotada internacionalmente).

O sacerdote relatou que apenas 30 a 40 cristãos retornaram à cidade, mas acrescentou que existe uma numerosa “comunidade itinerante” que poderia estabelecer-se ali:

“Cerca de mil estudantes cristãos vêm todos os dias das cidades próximas até a Universidade de Mossul. O mesmo ocorre com centenas de trabalhadores, muitos dos quais trabalham para o governo na reparação do sistema de água e da rede elétrica de Mossul, que ainda estão muito danificados”.

O sacerdote siro-católico está reconstruindo a igreja da Anunciação, que seria a primeira em Mossul a ser restaurada. Para ele, é uma esperança de “renascimento do cristianismo” em Mossul:

“As pessoas ainda estão com medo. Mas quando a igreja e outros edifícios estiverem abertos, as pessoas vão se sentir seguras e muita gente vai retornar”.

Espera-se que a igreja fique pronto dentro de três meses.

O pe. Kloo também quer construir alojamento para estudantes universitários e pessoas necessitadas e uma escola cristã que incentive as famílias católicas a retornarem à cidade.

Mossul tem em torno de um milhão de habitantes muçulmanos. Em 2003, os cristãos eram 35.000 fiéis, número drasticamente reduzido pela perseguição sofrida nos onze anos seguintes, desde o início da guerra para derrubar o ditador Saddam Hussein.

“Muitas igrejas caldeias foram fechadas antes mesmo da invasão do Estado Islâmico porque um grande número de pessoas saiu de Mossul após o assassinato do bispo caldeu Raho, em 2008, e do padre Ragheed. Em 2014, restavam na cidade cerca de 15.000 fiéis de várias igrejas: caldeus, siro-ortodoxos, siro-católicos e algumas famílias armênias”.

A invasão jihadista piorou o cenário e fez outros milhares de cristãos abandonarem a cidade, já que os que não fugissem corriam altíssimo risco de ser executados ou forçados a se converter ao islamismo.

Mossul é sede de duas dioceses, cada uma de uma tradição cristã: ambas receberam recentemente seus novos bispos. Em janeiro, dom Najeeb Michaeel Moussa foi nomeado arcebispo da Arquieparquia Católica Caldeia de Mossul; em junho, dom Nizar Semaan se tornou arcebispo coadjutor da Arquieparquia Católica Siríaca de Mossul.

Com informações da ACN e da ACI Digital


CORPUS DOMINI

Leia também:
Você sabia que a Igreja Católica é constituída por 24 Igrejas autônomas?

Tags:
Estado IslâmicoPerseguiçãoTerrorismo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
Medalha de São Bento
pildorasdefe.net
Oração a São Bento para afastar o mal e pedir...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Oração para afastar o mal de um recinto
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia