Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 14 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Você sabia que não há critérios únicos para ser diácono permanente?

diacono.jpeg

CC

Reportagem local - Arquidiocese de São Paulo - publicado em 19/08/19

"É bom que você saiba que cada diocese tem suas normas para o Diaconato Permanente", explica o pe. Cido Pereira

Em sua coluna no jornal O São Paulo, da arquidiocese paulistana, o pe. Cido Pereira explicou nesta semana como “funciona” o diaconato permanente a um leitor que lhe perguntou sobre o tema.

Logo no início da resposta, o pe. Cido deixa claro que não existe um critério único:

“É bom que você saiba que cada diocese tem suas normas para o Diaconato Permanente”.

O sacerdote lista os critérios da Arquidiocese São Paulo, na qual os candidatos devem ser casados, ter situação financeira estável, contar com aprovação da esposa e dos filhos, passar por uma intensa formação e fazer um curso completo de Teologia. No tocante a outras dioceses, o pe. Cido encaminha os interessados a conversarem diretamente com a Pastoral Vocacional local, justamente porque os critérios variam de diocese para diocese.

Já no tocante à natureza do diaconato, o sacerdote recorda que ele surgiu da preocupação dos Apóstolos de Cristo com o bom atendimento aos pobres na Igreja dos primeiros tempos. Foi naquele contexto que viveu o primeiro mártir do cristianismo: o diácono Santo Estêvão, que, além de exercer o serviço da caridade, também evangelizava. Papel crucial dos diáconos, aliás, é justamente o de estar a serviço da evangelização e da caridade junto à comunidade.

O pe. Cido também explica que o diaconato é o terceiro grau do sacramento da Ordem: o primeiro é o episcopado e o segundo é o presbiterado.

A respeito especificamente do diaconato permanente, você encontra informação no seguinte artigo:




Leia também:
O que é um diácono permanente?

Tags:
História da IgrejaSacramentos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia