Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconEspiritualidade
line break icon

O dia em que o filho pródigo "caiu em si" (Lc 15,17)

PRODIGAL SON ARTWORK

Arquidiocese de São Paulo - Aleteia Brasil - publicado em 19/09/19

Uma reflexão inspirada em uma das mais sublimes obras-mestras de toda a história universal da literatura: a parábola do filho pródigo

No site do jornal O São Paulo, da arquidiocese paulistana, o pe. João Bechara publicou nesta semana uma instigante reflexão inspirada em uma das mais sublimes obras-mestras de toda a história universal da literatura: a extraordinária parábola do filho pródigo.

Eis o que escreveu o padre Bechara:

Depois de uma “vida desenfreada” em um “lugar distante”, desejando sem sucesso se saciar com o alimento de porcos, o “Filho Pródigo” (Lc 15) finalmente retornou à casa. Segundo Nosso Senhor, a decisão foi possível quando ele “caiu em si” (Lc 15,17). 

Não se trata de ser autocentrados e fechados ao exterior, porém a conversão a Deus e a santificação cotidiana somente acontecem quando nos confrontamos com quem realmente somos. Temos de olhar com serenidade a nossa alma, nossa vida, identidade, história, pecados, fracassos, defeitos e qualidades. Precisamos “cair em nós mesmos”: eliminar os “personagens” que inventamos; abrir mão dos planos que não correspondem aos de Deus; vencer o orgulho ferido; ver que sem o Senhor não temos salvação… Confrontar-se com a verdade sobre si é um passo necessário para se falar de verdade com Deus e se dizer sinceramente: “Pai”. 

Se por um lado esse “cair em si mesmo” tem algo de difícil e mesmo humilhante, por outro é o único modo de se chegar à paz e à alegria de filhos de Deus. Ao contemplar sem máscaras nossa insuficiência, choramos mais de gratidão do que de desespero! Não  simplesmente porque nossos pecados nos envergonham, ou porque tememos receber o inferno e perder o paraíso… Nem porque nos sentimos como “monstros”… Os filhos de Deus se arrependem principalmente porque reconhecem sua dignidade: de Quem vieram, para Quem irão!  

Não somos escravos, que obedecem ao Senhor apenas por serem obrigados; não somos mercenários, que trabalham e combatem somente em função da recompensa; não somos egoístas, que querem ser bons como quem se admira num espelho. Somos filhos! Não à toa, a primeira coisa que o Filho Pródigo pensou em dizer ao retornar foi “Pai…”. Sem confiança de filhos, é difícil arrepender-se! 

Talvez na primeira conversão (ou ainda hoje), tais como o filho da parábola, “estávamos ainda distantes” quando o Senhor veio e nos manifestou o Seu amor e a sua escolha. Porém é chegada a hora de “cairmos em nós mesmos” mais profundamente, reconhecendo que o Senhor habita em nossa alma em graça! Se queremos realmente viver com Ele, é preciso parar de pensar só no material, no “urgente”, no sensível, e comprometer-nos a entrar no “quarto interior”, explorando o mundo riquíssimo que é a presença de Deus em nós. 

Este foi o caminho de Santo Agostinho! Após uma vida de pecado e busca, finalmente se converteu quando entrou em seu íntimo e buscou o Senhor na oração. Escreveria mais tarde: “Tarde te amei, ó beleza tão antiga e tão nova, tarde te amei! Eis que estavas dentro e eu, fora. E fora te procurava e lançava-me nada belo ante a beleza que tu criaste. Estavas comigo e eu não estava contigo. Seguravam-me longe de ti as coisas, as quais não existiriam se não existissem em ti. Chamaste, clamaste e rompeste minha surdez, brilhaste, resplandeceste e afugentaste minha cegueira” (“Confissões”). Que Nosso Senhor nos faça “cair em nós mesmos”!


Cardeal Ratzinger e a parábola do filho pródigo

Leia também:
O irmão mais velho do filho pródigo e o desejo secreto das “terras longínquas”

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia