Aleteia

Ordenado na Ucrânia o bispo católico mais jovem do mundo

Dom Stepan Sus
Dom Stepan Sus / Redes Sociais
Compartilhar

Capelão militar desde a sua ordenação sacerdotal, ele soube da nomeação após correr na Maratona dos Marines, nos EUA, com veteranos feridos

Foi ordenado bispo neste último domingo, 12 de janeiro, na Catedral da Ressurreição de Cristo em Kiev, na Ucrânia, o bispo católico mais jovem do mundo: dom Stepan Sus tem 38 anos de idade.

Ele foi canonicamente escolhido para ser bispo curial da Arquidiocese Maior de Kiev-Halyč pelo Sínodo dos Bispos da Igreja Greco-Católica da Ucrânia, conforme é costume nessa tradição católica de rito oriental. O Papa Francisco confirmou a escolha em 15 de novembro de 2019.

A Igreja Greco-Católica da Ucrânia é uma das 24 Igrejas autônomas que compõem a Igreja Católica.

Dom Stepan ficou sabendo da própria nomeação dois dias após correr 10 quilômetros da Maratona dos Marines, na capital dos Estados Unidos, com veteranos ucranianos feridos. Ele declarou ao Lviv Portal:

“Quando os músculos ainda estavam doendo, descobri que tinha uma nova maratona na vida da Igreja”.

Sua proximidade com os veteranos do exército se deve ao fato de ter sido capelão militar na Ucrânia desde a sua ordenação sacerdotal, conferida em 2006, em Lviv. Desde 2012, ele era pároco na igreja da Guarnição dos Santos de São Pedro e São Paulo, na mesma cidade – que, aliás, é a sua cidade natal.

Como sacerdote, o agora jovem bispo oficiou ao menos 76 funerais de ucranianos assassinados na região de Donbass desde 2014, em decorrência da guerra no leste do país com os separatistas pró-Rússia.

Dom Stepan afirmou que, como bispo, pensa nos mártires da Igreja Greco-Católica ucraniana que morreram no exílio, em campos de trabalho forçado, e que pediu a sua intercessão para tornar-se digno do ministério episcopal.

Além dos estudos no Seminário Maior do Espírito Santo, em Lviv, o novo bispo também se formou na Universidade Católica da Ucrânia e depois fez mestrado em Teologia pela Universidade Católica de Lublin, na Polônia.

Boletim
Receba Aleteia todo dia