Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Que destino foi dado à cruz em que Jesus foi crucificado? Pe. Cido responde

CROSS,SUNRISE,JORDAN
Jeffrey Bruno | JTB | Aleteia
Compartilhar

No ano de 326, durante a construção da basílica do Santo Sepulcro, teriam sido encontradas três cruzes. Como descobrir qual delas era a cruz de Jesus?

Na coluna de perguntas e respostas que mantém no jornal O São Paulo, da arquidiocese paulistana, o pe. Cido Pereira escreveu nesta semana sobre o seguinte questionamento de um leitor:

Qual o destino dado à cruz em que Jesus foi crucificado?

A dúvida é do Rogério Magalhães, de Embu das Artes (SP). É sempre importante falar da cruz de Jesus, porque esse instrumento de morte se transformou em instrumento de vida para o mundo.

Jesus foi pregado numa cruz, suplício aplicado aos piores criminosos e escravos. Ele deu sua vida para a salvação do mundo. Se fosse para seguir o costume judaico, Ele deveria ter sido apedrejado até morrer. Jesus, porém, foi entregue pelos seus acusadores à justiça romana e, então, foi crucificado. Isso foi motivo de muito escândalo para seus discípulos, como se pode facilmente imaginar.

Então, qual foi o destino da cruz onde Jesus foi crucificado? Onde está ela? Pois bem, há historiadores que afirmam que a verdadeira cruz foi reencontrada por Santa Helena, a mãe do imperador romano Constantino, que permitiu que a fé cristã fosse praticada em Roma. No ano de 326, durante os trabalhos para a construção da basílica do Santo Sepulcro, teriam sido encontradas três cruzes. Como fazer para descobrir qual delas era a cruz de Jesus? Combinaram, então, que tocariam aqueles três cruzes numa pessoa enferma. Aquela que curasse aquele doente seria a cruz de Cristo. Foi assim, então, que se identificou a cruz de Jesus.

Posteriormente, fragmentos da cruz de Jesus foram então distribuídos por todo o mundo.

Por fim, a partir do século IV, a cruz passou a ser o sinal do cristão e um objeto de piedade e veneração.

Está satisfeito, meu irmão? Tomara que sim. Fique com Deus e que Ele abençoe você e sua família.

Boletim
Receba Aleteia todo dia