Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Quarentena: como garantir a produtividade no home office

MAN,ALONE,OFFICE
Simone Bechetti | Stocksy United
Compartilhar

10 dicas para você conseguir manter o foco mesmo com as distrações causadas pela presença das crianças

Eu já escrevi aqui na Aleteia que emagrecer é mais fácil do que trabalhar em casa.

Agora, em tempos de quarentena do coronavírus, mais uma vez me vi diante das dificuldades em conseguir realizar o home office com eficiência.

Porém, não estou mais sozinha nessa jornada, pois meu esposo também tem trabalhado remotamente alguns dias da semana e, para completar, temos ainda a companhia constante de nosso garotão de 3 anos que esbanja energia.

Então agora, além de contar com um colega de coworking que adora jogar conversa fora, lido também com o desafio de manter uma criança entretida, preferencialmente longe da tela da TV e do tablet. Se alguém me perguntar se tenho conseguido manter tudo sobre controle, minha resposta obviamente será não. Mas, tentando olhar pelo lado positivo, tenho conseguido trabalhar sim.

Todas os dias, minha intenção é sempre seguir com a rotina que estabeleci de acordo com os horários que regem a casa (ou seja: as horas que a criança precisa de mais atenção) e, fora deles, tento me concentrar o máximo possível em meu trabalho.

Se você está tendo dificuldades em se sentir produtivo em tempos de quarentena e já começa a sentir os efeitos psicológicos do acúmulo de trabalho, revise a sua rotina e tente seguir essas dicas:

1. Acorde o mais cedo que conseguir – nos primeiros dias de home office você pode ter a sensação de que agora, ao trabalhar de casa, poderá usar os minutos que gastava para se arrumar e chegar ao escritório para dormir. Não se engane, pois esse tempo é ainda mais precioso. Tente ser a primeira pessoa da casa a acordar, pois, assim, quando os demais acordarem, você já estará no auge de sua concentração e, de quebra, já terá respondido e-mails e mensagens importantes e, também, estabelecido o que deve ser tratado com prioridade.

2. Faça um planejamento semanal – Coloque no papel todas as tarefas que necessitam ser cumpridas ao longo da semana, independentemente de serem relacionadas à casa, ao trabalho ou escola dos filhos, e faça uma programação. Não se esqueça de incluir pausas diárias para, em algum momento, realizar algum exercício físico, falar com pessoas importantes (como seus pais, irmãos e outras pessoas mais próximas) e também ter algum momento de lazer e relaxamento após o jantar – como assistir a um filme ou ler um livro.

3. Divida as tarefas – o(a) esposo(a) também precisa produzir, certo? Mas isso não o/a isenta dos trabalhos domésticos e atividades com a(s) criança(s). Nesse caso vocês devem organizar conjuntamente o revezamento de tarefas como lavar a louça, a roupa, preparar as refeições etc.  Isso também vale para os cuidados como(s) filho(s), pois ele(s) precisará(ão) ter atividades o tempo – muito cuidado: se vocês não conseguirem lidar com isso, inevitavelmente sofrerão com as crises de tédio e mau humor dele(s).

4. Mantenha as crianças ocupadas – meu esposo e eu trabalhamos o máximo de tempo possível até o momento em que o menino acorda, a partir daí revezamos os cuidados com ele: pelo período de três horas ininterruptas um de nós se dedicará integralmente à criança e isso abrange desde refeições até seu entretenimento. Nesse contexto entre ainda as horas de homeschooling (educação domiciliar), algo que eu nunca me imaginei praticando até perceber, dias atrás, o quanto estava completamente absorta nas atividades marcadas na apostila enviada pela escola de meu filho. Além da parte pedagógica, nos preocupamos em manter os estímulos e necessidades recreacionais que a escola normalmente cumpre, como brincadeiras, jogos, atividades manuais com massa de modelar e quebra-cabeças e momentos de leitura.  Manter essa rotina exige esforço e dedicação, mas é algo extremamente essencial para a criança nessa fase.

5. Não descuide da alimentação – A reunião remota acabou depois das 11h30 e, com isso, você atrasou o preparo do almoço. Nessas horas o delivery acaba por salvar o dia, mas, lembre-se de que ele deve ser a exceção, e não a regra. Caso você não queira perder tempo com o preparo do almoço e toda a limpeza da louça, uma boa opção é contratar a entrega de refeições de marmitarias e serviços especializados. Além de poder contar com descontos de fidelidade, você ainda terá opções de menu saudáveis e sem todas as tentações que os restaurantes dos aplicativos costumam oferecer.

6. Exercite-se – O fato de sua academia ter suspendido o funcionamento não é motivo para abandonar os exercícios. Se você pratica atividades físicas com regularidade seu corpo vai pedir movimento –sem falar que você vai sentir falta da serotonina que tal hábito proporciona. Com a quarentena, há vários profissionais de educação física promovendo aulas ao vivo nas redes sociais e ensinando exercícios que não requerem muito espaço para serem realizados. Outra opção é procurar por aplicativos que oferecem tal função, ou, algum jogo de videogame que envolve o sensor de movimento. O importante é não ficar parado!

7. Cuidado com a procrastinação – ao se ver em uma nova rotina você pode ter a sensação de quem tem mais tempo sobrando e, portanto, pode trabalhar com mais calma. Daí você decide ouvir determinada música, decide ver seu videoclipe, e depois dele surge outro e, de repente, você se tomado numa playlist nostálgica dos anos 90. O mesmo vale para as redes sociais: você decide cumprimentar os aniversariantes do dia e, sem perceber, começa a conferir tudo o que seus amigos postaram a respeito da quarentena. Ah, e sem falar nas pausas que você faz para tomar um café e, como está na comodidade do lar, resolve colocar as pernas para cima no sofá. E como o controle remoto está aí do lado você resolve zapear os programas de TV matinais até que, sem perceber, se vê anotando uma receita da lasanha vegetariana mostrada no programa matinal. Pois bem: essas são apenas algumas das ciladas que podem comprometer seu rendimento, portanto tente deixe o celular longe do alcance e institua momentos de pausa para descansar um pouco e conferir suas notificações.

8. Cuidado com as fake news com o coronavírus, os apps de mensagens e as redes sociais estão sendo utilizados ainda mais, favorecendo a disseminação de mensagens de conteúdo duvidoso. Sendo assim, o mais seguro é manter certa distância dos grupos e das timelines para não se deixar levar pela histeria da desinformação. Esse é um passo importante para cuidar da sua saúde mental, portanto se acalme, não compartilhe fake news e só confie em notícias veiculadas por fontes confiáveis como o site do noticiário local e o telejornal de sua região.

9. Aproveite o sol – Se você mora em um local mais afastado, tem um quintal, sacada ou uma janela em que o sol irradia, reserve alguns minutos para respirar ar fresco e aproveitar os raios solares. Além de melhorar seu humor, o calor do sol também vai ajudar seu organismo a produzir Vitamina D.

10. Pratique mindfulness – Em tempos de quarentena, o mais importante é manter a calma, por isso procure realizar exercícios de atenção plena a partir da oração contemplativa. Você vai encontrar algumas sugestões aqui mesmo na Aleteia (clique aqui para acessar). Medite, respire e lembre-se que todos vivemos um importante momento voltado a preservação da saúde, e que o distanciamento social é algo apenas temporário.

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia