Aleteia

A bênção especial do Papa Francisco ao mundo

Compartilhar

Na sexta-feira, 27 de março de 2020, o Papa concedeu a bênção Urbi et Orbi, normalmente reservada para o Natal e a Páscoa

O Papa Francisco convocou os cristãos para mais um momento especial de oração durante a pandemia do coronavírus.

Foi nesta sexta-feira, 27 de março, às 18h de Roma (14h Brasília, 17h Portugal), que o Santo Padre presidiu uma oração no átrio da Basílica de São Pedro, com a praça vazia, para clamar ao Céu misericórdia nestes tempos difíceis de pandemia.

“Queremos responder à pandemia do vírus com a universalidade da oração, da compaixão, da ternura. Vamos permanecer juntos. Vamos demonstrar nossa proximidade às pessoas mais solitárias e exaustas”, disse o pontífice.

Os fiéis do mundo puderam participar espiritualmente através da mídia e sintonizar a cerimônia, que incluiu a Liturgia da Palavra e a bênção com o Santíssimo Sacramento.

Francisco transmitiu a Bênção Apostólica Urbi et Orbi, dirigida à cidade de Roma e ao mundo. Essa bênção, que normalmente é concedida no Natal e na Páscoa, dá a possibilidade de receber a indulgência plenária.

É uma bênção especial que o Papa normalmente concede apenas duas vezes por ano, pela remissão das penas dos pecados. Nesta ocasião, torna-se ainda mais especial porque as pessoas não podem sair de casa para se confessar, receber comunhão ou simplesmente ir à igreja para rezar.

Ou seja, normalmente, a indulgência plenária é a remissão completa da pena temporal pelo pecado. Não exclui a recepção do sacramento da reconciliação. Em 20 de março de 2020, na homilia em Santa Marta, o Papa explicou o que fazer, nesta emergência da pandemia, quando não podemos ir a um padre nos confessarmos.

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia