Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 19 Setembro |
Santos Mártires coreanos (AndréKim Taegon, Paulo Chong Hasang e 101 companheiros)
home iconEstilo de vida
line break icon

Companheirismo é o segredo para boa convivência na quarentena

WORK

Rawpixel.com - Shutterstock

Octavio Messias - publicado em 20/04/20

Ao dividir as tarefas relacionamentos se fortalecem e ninguém fica sobrecarregado 

Além da Covid-19, a pandemia nos colocou diante de um novo desafio: o distanciamento social. Essa não é uma situação que deva ser encarada com romantismo, pois representa uma grande mudança no modo como vínhamos vivendo, e ajustes precisam ser feitos. Para quem mora sozinho, o desafio é a solidão extrema. Já para quem vive em família ou entre amigos, uma convivência tão intensa pode ser complexa.

Segundo o jornal The Global Times, registros de pedidos de divórcio na China, onde o vírus surgiu em dezembro de 2019, bateram recorde em março, mês seguinte após a quarentena ter sido instituída no país. Em abril, os cartórios na cidade de Xi’am se viram sem horário para atender clientes com esse propósito. Especialistas atribuem esse fenômeno a uma série de fatores.    

Sem contar as variações de humor, às quais somos todos suscetíveis e que agora pedem atenção redobrada, a divisão de tarefas no lar se torna uma questão de suma importância. Afinal, ninguém gosta de se sentir sobrecarregado, ainda mais em uma época em que a tendência é ficar com os nervos à flor da pele, em muitos casos tendo a própria casa como local de trabalho. E ter tempo para fazer as coisas de que gostamos favorece a tranquilidade.

Por isso é importante ter muito cuidado para não gerar aquelas pequenas rusgas do dia a dia que pouco a pouco vão se somando e, por fim, tendem a entrar em ebulição. A principal meta de todos no lar deve ser não deixar chegar nesse ponto, não deixar estourar. É imprescindível enxergar o outro, tentar se colocar no lugar dele, e assim criar uma divisão de tarefas que seja justa para todos – com desconto para crianças e idosos, obviamente. 

Peguemos um casal com filhos como exemplo. Se a esposa cozinhou, cabe ao marido colocar a mesa e depois lavar a louça ou vice-versa. Se um fez faxina na casa, o outro lava o quintal; se um lavou a roupa, o outro passa e assim por diante. 

Com crianças, o desafio de não sobrecarregar um dos cônjuges se torna ainda maior. A divisão deve levar em conta desde os cuidados básicos, como alimentação e higienização, às atividades escolares.

Com a pandemia, 47,8 milhões de crianças deixaram de frequentar a escola. E, em grande parte das instituições, a sala de aula foi transferida para plataformas digitais. Tratando-se de crianças, o ideal é que um dos pais acompanhe a navegação e garanta que o filho está extraindo o máximo do conteúdo proposto.

Para equilibrar as atividades escolares com a rotina doméstica e a carga horária de home-office dos pais, o ideal é que se estabeleça um cronograma, organizando horários de estudo, entregas de trabalhos e avaliações. Por isso é importante que ambos os membros se envolvam na missão tutoriar seus filhos.

Também é importante manter os canais de comunicação abertos, todos devem ter liberdade para dizerem quando se sentirem incomodados. E, principalmente, deve-se alertar para um problema no momento em que ele ocorre, e não deixar acumular até que um inevitável estouro crie distanciamento entre os membros de um lar. 

Se a divisão de tarefas for justa, cria-se uma relação de companheirismo e cumplicidade, o que fortalece o vínculo de qualquer família. Pois todos passam a se sentir parte de uma engrenagem que tem uma finalidade comum: a felicidade de todos. E, assim, sua família sairá dessa crise mais unida do que nunca.

Tags:
AmorCoronavírusEducação dos FilhosFamíliaFilhosVirtudes

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
7
Papa Francisco pede homilias mais curtas
Francisco Vêneto
Papa Francisco pede aos padres: façam homilias mais curtas
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia