Aleteia
Segunda-feira 19 Outubro |
Santos Mártires Canadenses
Atualidade

É pecado votar em partidos comunistas?

CZYM KIEROWAĆ SIĘ NA WYBORACH

Shutterstock

Vanderlei de Lima - publicado em 15/06/20

A Ética socialista é, muitas vezes, materialista e pragmática – o que obriga o fiel católico a estar alerta às propostas socialistas

A resposta verdadeira, nua e crua, é sim! Diante dessa afirmação importa conhecer brevemente a doutrina da Igreja a respeito do socialismo e do comunismo.

Escreve o Papa Leão XII: “É necessário… que trabalheis para que os filhos da Igreja Católica não ousem, seja debaixo de que pretexto for, filiar-se na seita abominável (do socialismo), nem favorecê-la” (Encíclica Quod Apostolici Muneris, de 28/12/1878).

Mais: “Era do Nosso dever advertir publicamente os católicos dos graves erros que se ocultam sob as teorias do socialismo, e do grande perigo que daí resulta, não somente para os bens exteriores da vida, mas também para a integridade dos costumes e para a Religião” (Encíclica Graves de Communi, de 18/01/1901). “Ainda que os socialistas, abusando do próprio Evangelho, a fim de enganarem mais facilmente os espíritos incautos, tenham adotado o costume de torcerem em proveito da sua opinião, entretanto a divergência entre as suas doutrinas depravadas e a puríssima doutrina de Cristo é tamanha, que maior não podia ser. Pois ‘que pode haver de comum entre a justiça e a iniquidade? Ou que união entre a luz e as trevas?’ (2Cor 6,14)” (Quod Apostolici Muneris).

Com o passar dos anos, o socialismo se ramificou e apareceu com nomes diferentes: socialismo moderado, socialismo cristão ou socialismo católico. Ora, o Papa Pio XI alertou, então, os católicos frente a essa “salada confusa” no conceito de socialismo demonstrando que nenhum deles se concilia com a Fé Católica. Todos trazem, em sua essência, que “o princípio fundamental do socialismo primitivo, é contrário à Fé cristã” (Encíclica Quadragesimo Anno, 15/05/1931). Ainda: “O socialismo, quer se considere como doutrina, quer como fato histórico, ou como ‘ação’, se é verdadeiro socialismo, mesmo depois de se aproximar da verdade e da justiça, não pode conciliar-se com a doutrina católica, pois concebe a sociedade de modo completamente avesso à verdade cristã” (idem). Deste modo: “Socialismo religioso, socialismo católico são termos contraditórios: ninguém pode ser ao mesmo tempo bom católico e verdadeiro socialista” (ibidem).

A esse pronunciamento do Papa, Dom Estevão Bettencourt, OSB, acrescenta: “Houve – e ainda há – católicos que pretendem conciliar entre si marxismo e Cristianismo. Na verdade, a conciliação é impossível, como tem proclamado a Igreja desde 1846” (Pergunte e Responderemos n. 555, setembro de 2008, p. 403). E mais: Dom Estevão escreve que “O Não dito por Pio XI, em 1931, é válido até hoje na medida em que o Socialismo conserva até nossos dias a identidade que ele tinha naquela época. Sabemos que nos tempos atuais o vocábulo ‘socialismo’ é polivalente e matizado [pode ter vários sentidos – nota nossa]. Não raro, debaixo de aparência mais moderada do que outrora, ainda esconde (e manifesta) teses e realizações incompatíveis com os princípios cristãos. A Ética socialista é, muitas vezes, materialista e pragmática – o que obriga o fiel católico a estar alerta às propostas socialistas, não se deixando facilmente iludir por discursos pacíficos e belas promessas” (Curso de Doutrina Social da Igreja. Rio de Janeiro: Mater Ecclesiae, 1992, p. 168). Em 2020, nada mudou, nem poderia mudar!

Por tudo isso, que foi brevemente exposto, o verdadeiro católico não pode apoiar, filiar-se ou votar em partidos políticos ligados ao comunismo ou ao socialismo sem se contradizer com sua fé e sua consciência moral.Se o faz, consciente de tudo quanto foi dito aqui, comete pecado grave, porque coopera conscientemente com um pecado grave. 

O Catecismo da Igreja Católica ensina sobre a cooperação com o pecado de outra pessoa: “O pecado é um ato pessoal. Além disso, temos responsabilidade nos pecados cometidos por outros, quando neles cooperamos: participando neles direta e voluntariamente; mandando, aconselhando, louvando ou aprovando esses pecados; não os revelando ou não os impedindo, quando a isso somos obrigados; protegendo os que fazem o mal” (n. 1868).

Peçamos que Deus nos livre de cometer pecados e/ou de cooperar com eles!

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
comunismoPolítica
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
FATIMA
Philip Kosloski
Fotos raras dos 3 pastorinhos de Fátima
POPE FRANCIS GENERAL AUDIENCE
Reportagem local
As 3 orações que o Papa pediu para rezarmos e...
Pe. Gilmar
Reportagem local
Brasil: padre desaparece e manda mensagem com...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia