Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Atualidade

Rodolfo e Digão, dos Raimundos, se reconciliam durante a quarentena 

Shutterstock

Octavio Messias - publicado em 12/07/20

Depois de 19 anos sem se falarem, fundadores da banda dos anos 90 dão uma aula de perdão e mostram o valor da amizade 

O programa Conversa com Bial, exibido pela Globo, teve uma edição histórica nesta semana. Em uma entrevista por teleconferência com o apresentador Pedro Bial,  Rodolfo Abrantes e Digão, fundadores da banda Raimundos, apareceram “juntos” (cada participante gravou a entrevista de sua própria casa) depois 19 anos.

https://gshow.globo.com/programas/conversa-com-bial/episodio/2020/07/09/videos-do-episodio-de-conversa-com-bial-de-quarta-feira-08-de-julho-de-2020.ghtml

Criado em Brasília no final dos anos 80, o Raimundos certamente foi a banda de rock mais importante do Brasil na década seguinte, abrindo o caminho para outros grupos de sucesso como Charlie Brown Jr. e vendendo mais de cinco milhões de discos.

Com sua inusitada combinação de punk rock com forró (a banda se autodenominaria como “forró-core”), misturando influências que iam de Ramones e Dead Kennedys ao sanfoneiro pernambucano Zenilton, com letras bem-humoradas, o Raimundos lançou seu disco de estreia, autointitulado, em 1994, pela gravadora Banguela Records, criado por integrantes dos Titãs e pelo lendário produtor Carlos Eduardo Miranda (1962–2018). 

A banda atravessou a década com sucesso e prestígio, até que em 2001 Rodolfo entrou para a igreja evangélica e resolveu abrir mão da vida e dos excessos de estrela do rock, desligando-se dos Raimundos. Digão, sentindo-se traído e abandonado, conforme ele explica na entrevista com Bial, foi tomado pelo rancor e pelo ressentimento, rompendo relações definitivamente com o amigo de infância. 

Digão seguiu com o Raimundos – que hoje conta com Canisso, o baixista original – e lançou mais três discos. Rodolfo se lançou na banda Rodox, que lançou dois álbuns com letras de viés evangélico, e depois, dividindo seu tempo como pastor, lançou mais quatro discos solo, todos com músicas de louvação a Deus. Ele acaba de lançar o single Um Presente para o Futuro, composto e gravado durante a pandemia

Até que, no último 10 de junho, enquanto tomava café da manhã com sua esposa, Rodolfo recebeu uma ligação inesperada. “Pois não?”, ele respondeu, sem reconhecer a voz de quem estava do outro lado da linha. Era seu amigo de infância, com quem dividiu e realizou o sonho de ter uma banda de sucesso por 13 anos, depois de 19 anos sem trocarem uma palavra. 

https://gshow.globo.com/programas/conversa-com-bial/episodio/2020/07/09/videos-do-episodio-de-conversa-com-bial-de-quarta-feira-08-de-julho-de-2020.ghtml

Digão pediu desculpas pela maneira como reagiu à saída do amigo e se disse de coração aberto não só para perdoá-lo, como para abrir mão “de tudo de ruim” que carregava consigo. Foi o que bastou para que os dois amigos colocarem as mágoas do passado de lado e se aceitassem de braços abertos, ainda que por telefone e à distância. “Uma amizade é muito mais importante do que um projeto profissional”, disse o vocalista, que disse nunca ter sentido o amigo tão sereno e consciente como nesta reaproximação. 

Eles creditam a trégua à pandemia, época em que disseram ter reavaliado suas vidas, refletido sobre suas relações e olhado para o passado. A reconciliação não significa a volta de Rodolfo à banda, já que seu estilo de vida continua incompatível  com o Raimundos, mas não descarta uma nova parceria com o amigo. 

Rodolfo revelou ter pensado muito nos ex-colegas de banda ao longo dos últimos 19 anos e disse que não passou uma semana sem sonhar com eles. Falou que seu maior medo era passar por essa vida com uma situação mal-resolvida com o amigo de infância.

Portanto, fica a importante lição. Ser feliz é mais importante do que ter razão. A amizade vale mais do que o orgulho. E poucas coisas são mais bonitas do que o perdão. Enquanto nos atemos a mágoas e rancores, a vida passa. Felizmente, esses dois amigos se reaproximaram antes que fosse tarde demais.

E você, já decidiu com quem vai se reconciliar durante a quarentena? Às vezes tudo que basta é um telefonema.   


REFLECTION

Leia também:
Oração para superar a raiva e aprender a perdoar

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
ArteMúsica
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Papa Francisco São José Menino Jesus
ACI Digital
Papa Francisco reza esta oração a São José há...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia