Aleteia

Uma prece a Nossa Senhora do meio-dia

MADONNA AND CHILD
Compartilhar

“Nada tenho a oferecer, nem a pedir. Venho simplesmente, Mãe, olhar-te”

O diplomata e poeta católico francês Paul Claudel compôs o seguinte texto sobre a devoção mariana e sobre a singeleza de contemplar Maria sem precisar dizer palavra alguma:

É meio-dia.
Vejo a igreja aberta e entro.
Mãe de Jesus Cristo, não venho rezar.
Nada tenho a oferecer, nem a pedir.
Venho simplesmente, Mãe, olhar-te.
Olhar-te, chorar de felicidade,
tomar consciência de que sou teu filho e de que estás aí.
Desejo passar um instante contigo,
no meio do dia, quando tudo parece parar.
Meio-dia!

Quero ser teu, Maria, nesse lugar em que estás!
Nada dizer, apenas olhar o teu semblante.
Deixar o coração cantar a sua própria linguagem.

Nada dizer, apenas cantar,
por ter o coração repleto de júbilo.
Cantar como o melro que exprime
as suas ideias em versos improvisados.

Porque é meio-dia;
porque estamos neste dia de hoje!

Boletim
Receba Aleteia todo dia