Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 05 Dezembro |
São Saba
home iconAtualidade
line break icon

Bispo médico fala da gravidez de menina violentada dos 6 aos 10 anos

Dom Antônio Augusto Dias Duarte

Dom Antônio Augusto Dias Duarte / Arquidiocese do Rio de Janeiro (CC)

Reportagem local - publicado em 17/08/20

"Protejam essa menina. Ela já sofreu muito. Todas as vidas importam; contudo, importam muito mais as vidas das crianças: a da mãe, de 10 anos, e a do bebê, já com 5 meses e meio de vida"

Dom Antônio Augusto, bispo auxiliar do Rio de Janeiro, publicou a sua posição quanto ao doloroso e chocante caso da menina brasileira de 10 anos que engravidou em decorrência de violência sexual. Ela acusou o próprio tio de tê-la violentado desde que tinha 6 anos.

O bispo, que também é médico formado pela USP, questionou o aguerrido engajamento de movimentos pró-aborto para desestimar os movimentos pró-vida como se a defesa da vida da menina e do bebê fosse um ato de “insensibilidade” ao trauma do estupro. Dom Antônio definiu a pressão pró-aborto como “ditadura da ideologia da morte”.

Ele observou que os médicos de Vitória, capital do Espírito Santo, respeitaram “a sua profissão toda ela voltada para a defesa da vida e alívio do sofrimento”, recusando-se a realizar o aborto. A menina-mãe foi então levada para Recife, onde o aborto foi realizado na manhã desta segunda, 17.

Dom Antônio Augusto, cuja mensagem foi divulgada neste domingo, 16, no contexto da solenidade da Assunção de Nossa Senhora, lamentou a violência contra as duas crianças e o silêncio dos poderes executivo, legislativo e judiciário no tocante à defesa de ambas as vidas. O bispo foi além: questionou até mesmo a omissão de membros da Igreja:

“Onde estão os bispos que dizem que querem o povo protegido? Onde estão os padres que tanto falam dos direitos humanos e das legítimas exigências do bem comum? Protejam essa menina. Ela já sofreu muito. Cuidem dela, pois, embora seja uma gravidez de risco, não significa que é uma gravidez de risco de morte. É uma gravidez que nos leva a arriscar-nos no amor e na justiça para proteger as duas vidas. Todas as vidas importam; contudo, importam muito mais as vidas das crianças. Nesse caso, a da mãe, de 10 anos de idade, e a do bebê, o seu filho já com 5 meses e meio de vida”.
View this post on Instagram

A post shared by Chris Tonietto (@christonietto)

Parcialidade na argumentação sobre trauma

O caso foi tratado pela mídia com viés ideológico pró-aborto, enfatizando-se que a menina tinha engravidado em decorrência de violência sexual e que o aborto seria uma espécie de “tratamento” do trauma do estupro.

Esta alegação não tem embasamento científico nem moral. O aborto não apenas não “apaga” o hediondo fato do estupro, como ainda pode acrescentar-lhe o trauma adicional do próprio aborto.

Há casos, aliás, em que a violência sexual sofrida por mulheres que engravidaram do agressor pôde ser suavizada e superada justamente por causa do acolhimento da vida inocente gerada nessa agressão.

Confira três testemunhos a esse respeito – inclusive o da mãe mais jovem já registrada na história, a peruana Lina Medina, também vitimada por um criminoso sexual quando tinha meros 5 anos de idade:




Leia também:
O mistério de Lina, que deu à luz aos 5 anos de idade


JENNIFER CHRISTIE

Leia também:
Fui estuprada numa viagem a trabalho – e meu marido acolheu o bebê que nasceu dessa violência




Leia também:
O padre nascido de estupro que absolveu o próprio pai: “Sou padre para perdoar”

Tags:
BebêsFamíliaMaternidadeViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
HUG
Dolors Massot
Médico abraça paciente com Covid-19 que chora...
PADRE NO ALTAR DA MISSA
Reportagem local
Missa de Crisma é interrompida por policiais ...
Missa de Crisma
Reportagem local
Arcebispo detona interrupção de Missa: "Ocorr...
BOKO HARAM NIGÉRIA
Francisco Vêneto
Terroristas islâmicos degolam mais de 100 pes...
Bispo brasileiro Dom Antônio Carlos Rossi Keller
Reportagem local
Mais um bispo brasileiro detona: "Autoridades...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
PADRE CEPEDA
Cecilia Zinicola
O beijo de Jesus: a história de um padre aben...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia