Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
home iconAtualidade
line break icon

Peregrinos voltam a se encontrar com o Papa no Vaticano

Antoine Mekary | ALETEIA

Reportagem local - publicado em 02/09/20

Na primeira Audiência Pública com a presença de fiéis desde o início da pandemia, o Papa falou sobre solidariedade e convocou um dia de oração pelo Líbano

A alegria do reencontro estava estampada no rosto do Papa Francisco e dos peregrinos que, pela primeira vez depois de seis meses, puderam participar de uma Audiência Pública com o Pontífice.

A audiência desta quarta-feira, 2 de setembro, aconteceu no Pátio São Dâmaso, dentro do Palácio Apostólico, e não na Praça São Pedro, como de costume. O motivo é simples: no local é possível controlar a entrada das pessoas e, assim, evitar aglomerações. É no Pátio São Dâmaso que são recebidos presidentes de governo, primeiros-ministros, embaixadores e bispos. É também o lugar onde acontece a cerimônia de posse dos novos recrutas da Guarda Suíça.

O Papa Francisco chegou ao local de carro fechado. Ao descer do veículo, logo abriu seu tradicional sorriso e se aproximou do público que o aguardava. O Santo Padre foi muito aplaudido pelas quinhentas pessoas que puderam participar do encontro. Todas tiveram que usar máscaras e seguir as normas de prevenção ao novo coronavírus (veja a galeria de fotos no fim deste texto).

No início do seu discurso, o Papa saudou os peregrinos: “Depois de tantos meses, retomamos nosso encontro face a face, e não ‘tela a tela’, mas face a face”.

Na catequese, Francisco foi enfático ao abordar a solidariedade como ponto crucial para a superação da crise provocada pela pandemia: 

“A atual pandemia pôs em evidência a nossa interdependência: estamos todos ligados uns aos outros, tanto no mal como no bem. Por conseguinte, para sairmos melhores desta crise, devemos fazê-lo juntos, juntos, não sozinhos. Sozinhos porque não se consegue. Ou se faz juntos ou não se faz. Devemos fazê-lo juntos, todos nós, em solidariedade. Gostaria de sublinhar esta palavra, solidariedade”.

O Santo Padre também explicou o que quer dizer com “solidariedade”:

“A palavra solidariedade significa muito mais do que alguns atos esporádicos de generosidade, é muito mais, supõe a criação de uma nova mentalidade que pense em termos de comunidade, de prioridade da vida de todos sobre a apropriação dos bens por parte de alguns. Isso significa solidariedade. Não é só questão de ajudar os outros, isso é muito bom fazer, mas é mais. Trata-se de justiça”.

O Pontífice também falou sobre a força do Espírito Santo, que inspira o combate ao individualismo:

“Uma diversidade solidária possui os “anticorpos” para que a singularidade de cada um – que é um dom, único e irrepetível – não adoeça com o individualismo, com o egoísmo. A diversidade solidária também possui os anticorpos para curar estruturas e processos sociais que se degeneraram em sistemas de injustiça, em sistemas de opressão. Portanto, a solidariedade hoje é o caminho a percorrer em direção a um mundo pós-pandemia, para a cura de nossas doenças interpessoais e sociais. Não há outro. Ou seguimos em frente pelo caminho da solidariedade ou as coisas irão piorar. Quero repetir: de uma crise não sai como antes. A pandemia é uma crise. De uma crise, sai-se melhor ou pior. Temos que escolher. E a solidariedade é precisamente o caminho para sair melhores da crise, não com mudanças superficiais, com uma pintura por cima e tudo está bem. Não. Melhores!”

Líbano

No final da audiência, Francisco destinou um longo tempo para falar sobre o Líbano. A crise sócio-econômica e política do país foi agravada recentemente por um explosão no porto da capital, Beirute, que deixou centenas de vítimas. Disse o Pontífice:

“Diante das repetidas tragédias que cada um dos habitantes desta terra conhece, tomemos consciência do extremo perigo que ameaça a própria existência do país. O Líbano não pode ser abandonado em sua solidão.”

O Papa também convocou para esta sexta-feira, 4 de setembro, um dia mundial de oração e jejum pelo Líbano:

“Tenho a intenção de enviar o meu representante ao Líbano naquele dia para acompanhar a população. Nesse dia, o secretário de Estado irá em meu nome. E ele irá, para expressar minha proximidade e solidariedade. Ofereçamos nossas orações por todo o Líbano e por Beirute. Estamos próximos também com o compromisso concreto da caridade, como em outras ocasiões semelhantes. Convido também os irmãos e irmãs de outras confissões e tradições religiosas a se unirem a esta iniciativa nas modalidades que considerarem mais adequada, mas todos juntos.”

Ao lado de um sacerdote libanês que segurava a bandeira do país, o Papa finalizou a audiência pedindo uma oração silenciosa pelo Líbano.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Audiência GeralLíbanoPandemiasolidariedade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia