Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 27 Novembro |
São Máximo de Lérins
home iconReligião
line break icon

Papa Francisco: não rezar como papagaios; rezar com o coração

Reportagem local - publicado em 21/10/20

"O pior serviço que pode ser prestado, a Deus e também ao homem, é rezar com tédio; rezar como papagaios"

O Papa Francisco advertiu hoje contra a oração falsa, aquele jeito de rezar feito para buscar admiração dos outros. Ele pediu para cada um rezar com o coração, pois a oração é o centro da vida.

Em sua catequese com os peregrinos na Sala Paulo VI, o Papa completou sua série de explanações sobre a oração dos Salmos.

Francisco explicou inicialmente que o Saltério apresenta a oração como a realidade fundamental da vida.

A referência ao absoluto e ao transcendente – a que os mestres da ascese denominam “temor sagrado de Deus” – é o que nos torna plenamente humanos, é o limite que nos salva de nós mesmos, impedindo que nos aventuremos nesta vida de modo predatório e voraz. A oração é a salvação do ser humano!

Oração falsa

O Papa alertou para um tipo de “oração falsa”, uma “prece feita apenas para sermos admirados pelos outros. Aquele ou aqueles que vão à missa apenas para mostrar que são católicos ou para exibir o último modelo que compraram, ou para fazer uma boa figura social. Esses vão a uma oração falsa”.

Quando rezamos, tudo adquire “profundidade”. Isto é curioso na oração, talvez comecemos por uma coisa sutil, mas na oração essa coisa adquire espessura, adquire peso, como se Deus a tomasse nas Suas mãos e a transformasse. O pior serviço que pode ser prestado, a Deus e também ao homem, é rezar com tédio, de maneira habitudinária. Rezar como papagaios. Não, reza-se com o coração. A oração é o centro da vida. Se houver oração, o irmão, a irmã, até o inimigo, torna-se importante.

Não é calmante

Por esta razão – prosseguiu o Papa Francisco falando sobre rezar – a oração não é um calmante para aliviar as ansiedades da vida. “Ao contrário, a oração responsabiliza cada um de nós. Vemos isto claramente no ‘Pai-Nosso’, que Jesus ensinou aos seus discípulos.”

Saltério: escola de oração

O Papa afirmou que para aprender este modo de rezar, o Saltério é uma grande escola.

Vimos que os Salmos nem sempre usam palavras requintadas e gentis, e muitas vezes têm as cicatrizes da existência. No entanto, todas estas orações foram utilizadas primeiro no Templo de Jerusalém e depois nas sinagogas; até as mais íntimas e pessoais.

Deus e o ser humano

Em síntese – disse o Papa Francisco sobre rezar –, onde está Deus, deve estar também o homem.

A Sagrada Escritura é categórica: «Mas amamos, porque Deus nos amou primeiro – Ele está sempre à nossa frente. Ele espera sempre por nós porque nos ama primeiro, ele olha para nós primeiro, ele compreende-nos primeiro. Ele espera sempre por nós – Se alguém disser: “Amo a Deus”, mas odeia o seu irmão, é mentiroso. Porque aquele que não ama o seu irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus, a quem não vê. – Se rezas muitos terços por dia mas depois falas mal de outros, e depois sentes rancor interior, ódio contra o próximo, isto é puro artifício, não é verdadeiro. – De Deus recebemos este mandamento: aquele que amar a Deus, ame também ao seu irmão» (1 Jo 4, 19-21).

O Papa explicou que “a Escritura admite o caso de uma pessoa que, mesmo procurando sinceramente a Deus, nunca consegue encontrá-lo; mas afirma também que nunca se pode negar as lágrimas dos pobres, sob pena de não encontrar a Deus”.

Deus não suporta o “ateísmo” daqueles que negam a imagem divina impressa em cada ser humano. Aquele ateísmo quotidiano: acredito em Deus, mas com os outros mantenho a minha distância e permito-me odiar os outros. Isto é ateísmo prático. Deixar de reconhecer a pessoa humana como imagem de Deus é um sacrilégio, uma abominação, é a pior ofensa que se pode levar ao templo e ao altar.

Enfim, disse o Papa, “que a oração dos Salmos nos ajude a não cair na tentação da ‘impiedade, ou seja, de viver, e talvez até de rezar como se Deus não existisse, como se os pobres não existissem”.




Leia também:
Papa Francisco compartilha oração de 7 palavras que aprendeu com avó


POPE FRANCIS AUDIENCE

Leia também:
Papa: “Ensinem as crianças a fazerem bem o Sinal da Cruz: é a primeira oração!”

(Íntegra da catequese em Vatican.va)

Tags:
OraçãoPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
MARADONA
Pablo Cesio
Pelé sobre Maradona: "Espero que um dia jogue...
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
John Burger
A melhor maneira de contar a seus filhos a ve...
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
POINSETTIAS,CHRISTMAS,ALTAR
A. J. Clishem
O segredo do grau de inclinação da cabeça de ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia