Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Futebol: técnico Cuca fala sobre sua devoção à Mãe e Rainha

shutterstock_1174324255.jpg

A.PAES / Shutterstock.com

Schoenstatt - publicado em 02/02/21

“Ela é meu apoio. Nos momentos bons e ruins ela sempre está comigo ao meu lado, sempre me guiando”

A mais recente partida decisiva para o Santos Futebol Clube, na Copa Libertadores da América, chamou a atenção da Família de Schoenstatt não só pelos lances, jogadas e gols, mas por uma imagem marcante: a camisa do técnico.

Alexi Stival, o Cuca, levou estampada no peito a imagem da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Ele, que é devoto de Nossa Senhora, colocou nela sua confiança e entrega para este jogo. Cuca nos conta por que escolheu essa camisa:

“Eu acredito e sou muito devoto de Nossa Senhora, a mãe de Jesus e nossa mãe! Minha esposa, Rejane, me deu essa camisa da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável. Como sou devoto de Nossa Senhora, eu decidi usar a camisa – na verdade eu senti que tinha que usar! Ela (Nossa Senhora) sempre me ajuda e sempre está comigo em todos os momentos!”

Visitas ao Santuário

Na verdade, o contato do técnico com a Mãe e Rainha já vem de mais tempo. Trabalhando em Curitiba/PR e em Belo Horizonte, Cuca visitou os Santuários desses dois locais algumas vezes.

“Minhas vivências foram maravilhosas, é um lugar que transmite paz e podemos acalmar o coração, conversar com Jesus e Maria e acalmar a alma, renovando as energias”, ele conta.

Quando Cuca era técnico do Atlético Mineiro, levou consigo parte da equipe do time ao Santuário de Confins. Esse foi um ano marcante em sua trajetória e na história do time mineiro. Justamente quando trabalhava no Atlético, Cuca recebeu uma ajuda fundamental de Nossa Senhora para vencer a semifinal e depois a final da Libertadores.

Na manhã do dia 3 de julho de 2013, ajoelhado diante da imagem de Nossa Senhora do Rosário, na Catedral de Rosário, na Argentina, ele pedia sua intercessão. Faltavam menos de 12 horas para o jogo. Isso abriu caminhos para o Atlético Mineiro tornar-se o campeão da América – um feito que deseja repetir com o Santos FC em 2021.

Auxiliar técnica

Cuca explica porque a Mãe de Deus é tão importante em seu trabalho:

“Ela é meu apoio. Nos momentos bons e ruins ela sempre está comigo ao meu lado, sempre me guiando! Ela é nossa mãe e guerreira nunca me abandonou!! Eu amo Nossa Senhora. Ela ajuda em minha fé e minha fé me ajuda em meu trabalho e em minha vida! Uma pessoa, uma família, ou uma equipe não são nada sem fé!! A fé é necessária para fazer do mundo um lugar melhor e mais belo!”

(Karen Bueno – Movimento Apostólico de Schoenstatt)

Tags:
DevoçãoEsporteMaria
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia