Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 06 Dezembro |
São Nicolau
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Vaticano reduz salários de cargos superiores por crise causada pela covid-19

Papa Francisco

Antoine Mekary

Reportagem local - publicado em 24/03/21

As reduções não se aplicarão "nos casos excepcionais relacionados com despesas de saúde"

Vaticano reduz salários de cardeais, secretários de dicastérios, clérigos, religiosos e religiosas devido à crise provocada pela covid-19. A redução será de 10% no salário dos cardeais, de 8% no dos chefes e secretários de dicastérios (equivalentes a “ministros de Estado” do Vaticano) e de 3% no dos clérigos, religiosas e religiosos em serviço à Santa Sé. Os valores com as reduções já passam a vigorar neste início de abril.

As reduções, no entanto, não se aplicarão “nos casos excepcionais relacionados com despesas de saúde”.

Além disso, ficarão congeladas durante 2 anos as promoções por tempo de serviço a que todos os funcionários têm direito a partir dos cargos de quarto nível. Este congelamento não se aplicará, portanto, aos funcionários leigos do primeiro ao terceiro nível.

Vaticano reduz salários de cargos superiores visando proteger empregos

O motu proprio com que o Papa Francisco anunciou estas determinações afirma já em seu início que “um futuro economicamente sustentável exige hoje, entre outras decisões, a adoção de medidas relativas à remuneração de funcionários”. Segundo o portal informativo Vatican News, o Papa não quer dispensar nenhum colaborador, mas, para garantir o trabalho de todos, concorda com a análise de que as despesas devem ser contidas.

A decisão pelas reduções salariais e pelo congelamento das promoções se baseia, conforme o motu proprio, no déficit que a gestão econômica da Santa Sé tem sofrido há vários anos, mas, principalmente, na situação criada pela pandemia, que “afetou negativamente todas as fontes de renda da Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano”. As medidas de contenção, portanto, visam garantir um “futuro economicamente sustentável para a missão dos organismos da Igreja”.

As disposições anunciadas pelo Papa Francisco também se aplicam ao Vicariato de Roma, aos Cabidos das Basílicas Papais Vaticana, de Latrão e Liberiana, à Fábrica de São Pedro e à Basílica de São Paulo Fora dos Muros.




Leia também:
Crise Covid-19: doces das freiras encalham e leigos ajudam comprando tudo

Tags:
CovidEconomiaPandemiaPapa FranciscoVaticano
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia