Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 22 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Igreja no Brasil já arrecadou 5,9 mil toneladas de alimentos na pandemia

BRAZIL

Shutterstock | Nelson Antoine

Reportagem local - publicado em 16/04/21

Ação emergencial de ajuda às famílias em situação de vulnerabilidade na pandemia entra na segunda fase e conta com a solidariedade dos fiéis

Desde o início da pandemia, a Igreja Católica do Brasil se mobilizou para ajudar as vítimas da Covid-19, bem como os atingidos pela crise econômica e social provocada pelo avanço do coronavírus.

Uma campanha da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e a Cáritas Brasileira, por exemplo, já arrecadou quase 6 mil toneladas de alimentos em todo o país. Os números se referem à ação emergencial “É Tempo de Cuidar”, coordenada pelas duas instituições. O lançamento da segunda fase da campanha ocorreu no último dia 11 de abril.

Arrecadações

De acordo com a Cáritas Brasileira, que recebe os registros das ações, a campanha já arrecadou cerca 5.900 toneladas de itens alimentícios. Os recursos financeiros somam, até agora, aproximadamente R$ 4,6 milhões.

A ação também distribuiu alimentos prontos para o consumo (quentinhas), roupas, calçados, materiais de construção, colchões, roupas de cama, brinquedos, móveis e utensílios domésticos. Confira alguns números da campanha “É Tempo de Cuidar”:

Itens alimentícios: 5.900 ton
Recursos financeiros: R$ 4,6 milhões
Alimentos prontos para consumo: 721.000 unidades
Roupas e calçados: 737.000 unidades
Kits de higiene e limpeza: 414.000 unidades
(Arqui)Dioceses envolvidas: 142

Painel

Um painel com os dados da campanha está disponível na internet. Na plataforma, qualquer pessoa pode encontrar informações detalhadas da arrecadação e distribuição. Além disso, é possível separar os números por estados e municípios. Clique aqui para acessar o painel.

Esforço conjunto

Além do agravamento da pandemia e do impacto com as quase 4 mil mortes diárias pela Covid-19, há um cenário que coloca em risco também a segurança alimentar dos brasileiros. O país enfrenta a alta da inflação, o desemprego.

Por isso, o bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, divulgou uma carta convite direcionada a todos os bispos do Brasil, salientando que a esta campanha é um “ato de comunhão com todas as famílias impedidas de vivenciar o luto, do esforço dispendido pelos profissionais da saúde e do desejo dos brasileiros quanto à superação da pandemia.”

Tags:
IgrejaPandemiasolidariedade
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia