Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 03 Dezembro |
São Cromácio de Aquileia
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Milícias islâmicas no Congo: Igreja alerta que ameaça é crescente

Congo

Alexis HUGUET / AFP

Francisco Vêneto - publicado em 27/04/21

Episcopado denuncia "estratégia profunda para a islamização da região"

Milícias islâmicas no Congo representam uma ameaça crescente, denunciaram os bispos da República Democrática do Congo mediante comunicado à fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS ou ACN, pela sigla internacional em inglês).

A violência tem aumentado principalmente no leste do país, flagelado por rebeldes alinhados com bandos radicais islâmicos. Entre as províncias mais afetadas estão Ituri e Kivu do Norte.

O episcopado congolês afirma que a região está “sob o controle dos predadores”, o que acarreta “uma verdadeira crise” caracterizada pelo alto nível de insegurança.

Estratégia para islamização

Os bispos também apontaram indícios de “uma estratégia profunda para a islamização da região”, com riscos ainda maiores para a já frágil estabilidade política do país.

De fato, as milícias têm praticado, segundo o relato dos bispos, “a ocupação da terra, a exploração ilegal de recursos naturais, o auto-enriquecimento gratuito e a islamização da região, sem respeito pela liberdade religiosa”.

O comunicado prossegue:

“Em Butembo-Beni, na província do Kivu do Norte, houve mais de 6 mil mortos desde 2013 e em Bunia mais de 2 mil só no ano de 2020. Calcula-se que haja cerca de 3 milhões de deslocados, pessoas que foram forçadas a fugir das próprias casas. Desconhece-se o paradeiro de cerca de 7.500 pessoas sequestradas pelos bandos extremistas”.

Ineficácia das autoridades

Tal como ocorre na Nigéria, também assolada por radicais como o bando jihadista Boko Haram e os pastores nômades fundamentalistas Fulani, a população lamenta a incompetência das autoridades civis e “se sente abandonada”. No caso do Congo, os bispos relatam:

“As promessas do governo central de restabelecer rapidamente a paz são abundantes, mas, em muitos casos, permaneceram sem quaisquer efeitos”.

A baixa efetividade é uma crítica aplicável também à comunidade internacional, denunciam os bispos. A República Democrática do Congo tem contado com a presença da missão de manutenção da paz da ONU, mas, ainda assim, conforme o episcopado, “os grupos armados no leste do país continuam a aterrorizar indiscriminada e brutalmente a população, principalmente por interesses de exploração de minerais”.

Milícias islâmicas no Congo

O país aparece em posição crítica no mais recente Relatório da Liberdade Religiosa no Mundo, elaborado pela fundação ACN e publicado neste 20 de abril. Segundo o relatório (que você pode conferir acessando o artigo recomendado logo abaixo), a República Democrática do Congo está sofrendo “sérios desafios devidos à pobreza, corrupção, fragilidade das estruturas estatais, altos níveis de insegurança, surtos de ebola e à pandemia do coronavírus”.

Além disso, no tocante especificamente à perseguição religiosa, a ACN enfatiza que as milícias alinhadas com organizações islamistas mantêm como alvo os fiéis cristãos e seus sacerdotes e pastores.

Tags:
MuçulmanosPerseguiçãoTerrorismo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia