Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 27 Outubro |
Aleteia logo
home iconReligião
line break icon

Intenção de oração do Papa: finanças justas, inclusivas e sustentáveis

Reportagem local - publicado em 04/05/21

Em sua intenção de oração para o mês de maio, o Santo Padre pede que “as finanças sejam instrumentos de serviço, instrumentos para servir as pessoas e cuidar da casa comum” e reza para que os responsáveis ​​pelo mundo financeiro protejam os mais necessitados

O Vídeo do Papa, que apresenta a intenção de oração que Francisco confia à Igreja Católica por meio da Rede Mundial de Oração do Papa, concentra-se no mês de maio no mundo financeiro. O Santo Padre está preocupado com o fato de que o mundofinanceiro, quando não regulado, torna-se um mecanismo de especulação que exclui as pessoas e não as protege. É por isso que, em meio a tantas economias em crise e tantas pessoas sem trabalho, ele pede aos católicos para rezar para que “os responsáveis ​​pelo mundo financeiro colaborem com os governos para regulamentar os mercados financeiros e proteger os cidadãos de seu perigo”. Esta edição do Vídeo do Papa conta com a colaboração do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral.

Pouco mais de um ano após o início da pandemia de COVID-19, observam-se todos os tipos de consequências globais, das quais não se excluem as econômicas e financeiras. O Produto Interno Bruto (PIB) mundial, para nomear um indicador, sofreu em 2020 sua quedamais acentuada desde o fim da Segunda Guerra Mundial: milhões de pessoas estavam desempregadas ou com seus empregos suspensos, e os governos injetaram trilhões de dólares em suas economias para evitar maiores danos. A recuperação durante 2021 é muito incerta e uma desigualdade preocupante é observada: como o Santo Padre enfatiza em sua recente carta ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional, “muitos de nossos irmãos e irmãs na família humana, especialmente aqueles que estão às margens da sociedade, são efetivamente excluídos do mundo financeiro”. Por isso, é hora de reconhecer que os mercados – especialmente os financeiros – não se governam a si próprios. Os mercados devem estar amparados por leis e regulamentos que garantam o seu funcionamento, para que que as finanças – ao invés de serem meramente especulativas ou financiarem a si mesmas – trabalhem pelos objetivos sociais tão necessários no contexto da atual emergência sanitária global”.

Uma política não submetida à economia

Já na Laudato si’, o Papa Francisco havia adiantado que a política e a economia, em diálogo, deveriam estar a serviço da vida, especialmente da vida humana (LS, 189). Em sua mensagem do Vídeo do Papa, ele também exclama: “Quão longe o mundo das grandes finanças está da vida da maioria das pessoas!” O medo é deixar que este mundo, dissociado da realidade humana e favorecido pela falta de regulamentação de muitos governos e políticas monetárias, prejudique os mais vulneráveis ​​e faça com que os mais pobres paguem as consequências. “Esta situação é insustentável”, diz Francisco, “é perigosa”. Ele já advertiu isso em Fratelli tutti, denunciando “interesses de poder” que levam à criação de “uma nova cultura a serviço dos mais poderosos”, na qual “os pobres são os que sempre perdem” (FT, 52).

A liberdade de mercado e a pura especulação não podem resolver esse tipo de problema, pois eles não contemplam as desigualdades do tecido social. Por isso, cabe aos governos e aos seus modelos financeiros “reabilitar uma política saudável que não se submeta aos ditames das finanças” e que coloque a “dignidade humana no centro” para construir “as estruturas sociais alternativas de que necessitamos” (FT, 168).

Finanças justas, inclusivas e sustentáveis

O Padre Frédéric Fornos, SJ, Diretor Internacional da Rede Mundial de Oração do Papa, afirma que “essa intenção de oração deve ser entendida no contexto da crise que vivemos e que evidenciou a grande desigualdade que existe no mundo”. Ele lembrou o que o Papa Francisco disse na Laudato Si’: “os poderes econômicos continuam a justificar o sistema mundial atual, onde predomina uma especulação e uma busca de receitas financeiras que tendem a ignorar todo o contexto e os efeitos sobre a dignidade humana e sobre o meio ambiente”. Também fez referência às suas Catequeses sobre como sair da pandemia, intituladas “Curar o mundo”, em que Francisco destacou que não basta encontrar a cura do vírus para sair da pandemia, mas também do modelo econômico que está na base de um desenvolvimento injusto e insustentável. “O Papa voltou a repetir recentemente, continuou o Pe. Fornos: não podemos contentar-nos ‘com o regresso a um modelo de vida econômica e social desigual e insustentável, em que uma pequena minoria da população mundial possui a metade da riqueza. Por que rezar por esta intenção do Papa? Porque, como diz o Papa, para nos prepararmos para o futuro, devemos «fixar os olhos em Jesus» (Hb 12, 2), que salva e cura. Rezar à luz do Evangelho ajuda-nos a ver o mundo como Ele, a viver segundo o estilo do Reino de Deus, para que ‘o pão chegue a todos, que a organização social se baseie na contribuição, na partilha e na distribuição, com ternura; não em possuir, excluir e acumular’”.

O Vídeo do Papa é possível graças à contribuição desinteressada de muitas pessoas.Neste linkvocê pode fazer a sua doação.

Onde se pode ver o vídeo?

Sobre O Vídeo do Papa

O Vídeo do Papa é uma iniciativa oficial de alcance global que tem como objetivo difundir as intenções de oração mensais do Santo Padre. É desenvolvido pela Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração). Desde 2016, O Vídeo do Papa teve mais de 154 milhões de visualizações em todas as suas redes sociais, foi traduzido para mais de 20 idiomas e tem cobertura da imprensa em 114 países. O projeto conta com o apoio do Vatican Media. Mais informações em: ovideodopapa.org

Sobre a Rede Mundial de Oração do Papa

A Rede Mundial de Oração do Papa é uma Obra Pontifícia, cuja missão é mobilizar os católicos, pela oração e pela ação, face aos desafios da humanidade e da missão da Igreja. Estes desafios apresentam-se como intenções de oração confiadas pelo Papa a toda a Igreja. A sua missão insere-se na dinâmica do Coração de Jesus, uma missão de compaixão pelo mundo. Foi fundada em 1844 como Apostolado da Oração. Está presente em 89 países e dela fazem parte mais de 22 milhões de católicos. Inclui uma seção juvenil, o MEJ – Movimento Eucarístico Jovem. Em dezembro de 2020, o Papa constituiu esta obra pontifícia como fundação vaticana e aprovou seus novos estatutos. O seu Diretor Internacional é o P. Frédéric Fornos, SJ. Mais informação em: oracaodopapa.va

Sobre o Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral

O Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral foi criado pelo Santo Padre Francisco em 17 de agosto de 2016. Desde 1º de janeiro de 2017, convergem para o Dicastério as competências do Pontifício Conselho Justiça e Paz, do Pontifício Conselho Cor Unum, do Pontifício Conselho para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes e do Pontifício Conselho dos Trabalhadores da Saúde. O Dicastério também possui uma Seção específica para os Migrantes e Refugiados. O Dicastério promove o desenvolvimento integral do homem à luz do Evangelho e na esteira da Doutrina Social da Igreja, e dedica especial atenção às questões da justiça social, comprometendo-se com a definição de um sistema econômico-financeiro mais justo para todos; aprofunda e desenvolve os temas do bem comum, da paz e da salvaguarda da criação, assim como do desarmamento, dos direitos humanos, da saúde, das obras de caridade, das migrações e do tráfico de pessoas, expressando o pedido e a atenção do Papa para com a humanidade sofredora e necessitada. Em março de 2020, o Papa Francisco estabeleceu o Dicastério uma Comissão do Vaticano para a COVID-19.

Tags:
O Vídeo do PapaOração
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SANDRA SABATTINI
Francisco Vêneto
Primeira noiva em processo de canonização na história foi beatifi...
2
EUCHARIST
Reportagem local
O que fazer se a hóstia cair no chão durante a Missa?
3
Transplante de rins
Francisco Vêneto
Transplante de rim de porco em humanos: a Igreja tem alguma objeç...
4
Pe. Jonas Magno de Oliveira e sua mãe
Francisco Vêneto
Mãe de padre brasileiro se torna freira na mesma família religios...
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco: “Tenho medo dos diabos educados”
6
As irmãs biológicas que se tornaram freiras no instituto Iesu Communio
Francisco Vêneto
As cinco irmãs biológicas que se tornaram freiras em apenas 2 ano...
7
Don José María Aicua Marín
Dolors Massot
Padre morre de ataque cardíaco enquanto celebrava funeral
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia