Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 30 Setembro |
São Jerônimo
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Covid-19: por que as crianças se infectam com menor frequência?

MIGRANT

Shutterstock | Manoej Paateel

Reportagem local - publicado em 18/07/21 - atualizado em 18/07/21

Mesmo quando contaminadas, as crianças tendem a apresentar a forma leve ou assintomática da doença

Você sabia que as crianças não se contaminam na mesma proporção que os adultos pelo novo coronavírus, o vírus causador da Covid-19? Curiosamente, não existe uma explicação conclusiva para saber por que isso acontece, mas alguns estudos científicos recentes trazem respostas importantes para nos ajudar a entender. 

Um artigo publicado na Nature, uma importante e respeitada revista científica britânica, mostrou que as crianças respondem por uma pequena porcentagem das infecções por Covid-19. De acordo com o estudo, o sistema imunológico dos mais jovens está mais adaptado e bem equipado para responder a novas infecções. Ou seja, seu sistema imune consegue montar uma resposta de defesa rápida e eficiente antes que o vírus possa se replicar de forma significativa. 

Forma leve ou assintomática

E, mesmo quando contaminadas, as crianças tendem a apresentar a forma leve ou assintomática da doença. Às vezes, os testes diagnósticos dos pequenos nem dão positivo, mesmo se estiverem infectados. Complicações graves, embora existam, também são raras nos mais novos. 

O Hospital Sant Joan de Déu, em Barcelona, fez um estudo chamado Kids Corona, com 411 famílias e 724 crianças com pelo menos um dos pais com Covid-19. A pesquisa mostrou que mais de 99% dos menores não apresentavam sintomas ou tinham sintomas pouco relevantes.

Uma das explicações para esse fenômeno é que crianças produzem mais anticorpos direcionados especialmente à proteína S (ou Spike), usada pelo coronavírus para penetrar nas células e que também permite a replicação viral.

Mesmo assim, vale sempre lembrar que as medidas de segurança, como distanciamento social, uso de máscara e higienização frequente das mãos, devem ser seguidas pela família inteira. Quem se protege, protege a todos.

(Instituto Butantan)

Tags:
Informações sobre vacina contra COVID-19Pandemia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia