Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

EUA batem recorde de casos de overdose durante a pandemia

overdose

By Creativa Images/Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 27/07/21

Empresas farmacêuticas estão sendo processadas por incentivar ou até induzir à prescrição de drogas que contêm substâncias opioides

Os Estados Unidos bateram seu recorde de casos de overdose durante a pandemia, totalizando 93.331 registros confirmados ao longo de 2020. Na comparação com 2019, o aumento é de 29,4%.

O número de mortes por overdose cresceu em todos os 50 estados do país durante o ano passado, com destaque negativo para Vermont, Kentucky, Carolina do Sul, Virgínia Ocidental e Califórnia.

Segundo o Centro para o Controle de Doenças (CDC) dos EUA, o fator que elevou os índices ao pior número já registrado na história foi o crescimento do consumo de opioides, responsáveis por cerca de 75% das mortes por overdose ao longo de 2020. O opioide mais consumido foi o fentanil, que, embora seja uma droga de fabricação ilegal em território norte-americano, é bastante usado como anestésico. Também aumentaram as mortes ligadas ao uso de psicoestimulantes como a metanfetamina.

Desde 1999, quando o CDC começou a fazer esses registros, mais de 500 mil mortes foram atribuídas à sobredose de substâncias opioides, obtidas com ou sem receita médica.

Estudos divulgados pela fundação Well Being Trust avaliam que os casos de overdose durante a pandemia de covid-19 foram impulsionados pela piora de fatores estressantes, como o isolamento social, as dificuldades econômicas e as limitações do acesso ao tratamento médico de outras enfermidades.

Algumas empresas farmacêuticas estão sendo processadas nos EUA sob acusações de incentivo ou mesmo indução à prescrição de drogas que contêm substâncias opioides.

Tags:
DoençaDrogasMortePandemiaSaúdeVícios
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia