Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 21 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Tem mais casos de abuso sexual na Igreja do que no resto da sociedade?

web3-teens-woman-girl-church-pray-pew-kneel-jeffrey-bruno.jpg

Agnès Pinard Legry - publicado em 06/10/21

Instituto de pesquisa francês chegou a um índice que permite comparar o número de vítimas no ambiente clerical com outros ambientes sociais, como a família, a escola e as associações esportivas

Os números do relatório sobre os casos de abuso sexual cometidos dentro da Igreja na França nos últimos 70 anos são assustadores. E há um particularmente impressionante: a taxa de prevalência. Esta taxa permite comparar o número de vítimas em determinado ambiente (no caso, a Igreja) com outros ambientes sociais (escola, família, associações desportivas, etc.). 

Na França, o Instituto Nacional de Pesquisa Médica e de Saúde (Inserm) conduziu uma pesquisa com 28.000 pessoas para identificar a prevalência do abuso de menores na Igreja Católica em comparação com a resto da população.

A prevalência dos casos de abuso sexual

A pesquisa apontou que a Igreja Católica está mais preocupada com a violência sexual cometida contra menores do que outras instituições, como associações desportivas ou escolas. A taxa de prevalência é de 0,82%, ou seja, mais alta do que em outros locais: 0,36% em centros de férias e acampamentos, 0,34% em escolas públicas (excluindo internatos) e 0,28% em esportes. No entanto, continua a ser muito inferior à taxa de prevalência nos círculos familiares e amigos, os principais locais de violência sexual contra crianças: 3,7% dos adultos que vivem em França dizem que foram vítimas de abuso sexual.

Observe que a taxa de prevalência de abuso sexual contra menores dentro da Igreja se refere a 70 anos, ou seja, entre 1950 e 2020. Essa taxa diminuiu gradualmente ao longo dos anos até se aproximar de 0,30% desde os anos 1980.

Tags:
Abusos SexuaisIgrejaPadresViolência
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia