Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Recorram à intercessão de Nossa Senhora de Fátima, indica cardeal

OUR LADY OF FATIMA

adao_joao | Shutterstock

Reportagem local - publicado em 13/10/21

Dom Sergio da Rocha, arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, presidiu à celebração da Vigília em Fátima na peregrinação que assinala o `Milagre do Sol´

É ao lado de Maria que encontramos “força, esperança e alegria” e por isso Fátima “é o lugar onde encontramos a força para superar as contrariedades e os sofrimentos”, afirmou esta noite o cardeal Sergio da Rocha que preside na Cova da Iria à última grande peregrinação internacional aniversária do ano.

Esta peregrinação de outubro, que assinala a sexta aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos, é a primeira peregrinação ao fim de quase dois anos em que não foi imposta uma lotação máxima à participação dos peregrinos, embora no Santuário ainda se mantenham em vigor algumas regras de proteção individual e comunitária, como o uso da máscara, a higienização das mãos e a distância física entre pessoas que não pertençam ao mesmo agregado.

Caminhar juntos

“Peregrinar é bom , mas também é compromisso, oportunidade singular para dar passos de conversão e vida nova(…) Exige passos na caminhada, com o coração voltado para o Senhor e o olhar confiante em Nossa Senhora, atentos aos irmãos que caminham conosco, ao próximo que deve ser reconhecido e amado como irmão” referiu o cardeal arcebispo de São Salvador da Bahia.

“Nós somos chamados a caminhar unidos, com a Igreja e como Igreja. Entretanto, devemos dar uma atenção especial a quem não consegue caminhar porque se encontra fragilizado, sofredor. É preciso lembrar-se, com especial atenção, das ovelhas feridas e errantes do rebanho, pois a todas Jesus quer conduzir e salvar” alertou o arcebispo primaz do Brasil que deveria ter presidido à peregrinação de maio de 2020, mas que por causa da pandemia não pode estar presente.

Tempo de provação

“Neste tempo de provação, nós levantamos o olhar confiante para a Senhora de Fátima; recorremos à sua intercessão para suplicar a Jesus por nós e pelos que mais sofrem, a fim de alcançarmos a força espiritual, a esperança e a paz” salientou na homília da celebração da Palavra que que seguiu à recitação do Rosário e à icónica Procissão das Velas.

A partir da liturgia proclamada, D. Sergio da Rocha falou de esperança e de amor, destacando que é na escola de Maria que os cristãos devem aprender a ser uns para os outros.

“Em Fátima, por meio de sua materna intercessão, a nossa oração chega a Jesus. Por meio dela, com o seu exemplo, nós aprendemos a seguir a Jesus”, disse.

“Nós aqui estamos a refazer a experiência dos Pastorinhos de Fátima; a caminhar ao encontro de Nossa Senhora para com ela e através dela chegarmos a Jesus(…) Nós também aqui encontramos, hoje, a força para superar as contrariedades e sofrimentos”.

Confiar em Deus

E concluiu: “Quem se dispõe a cumprir a palavra de Deus, quem diz “sim” a Deus, não deve ter medo, mas confiar e permanecer fiel, na certeza de contar sempre com a sua presença amorosa e com a força do seu Espírito”.

Na peregrinação internacional aniversária de outubro, que assinala igualmente o `Milagre do Sol´, participaram 48 grupos organizados de 12 países , o que acontecer pela primeira vez desde o inicio da pandemia.

Papa

O Papa Francisco evocou hoje no Vaticano a sexta Aparição de Nossa Senhora aos Pastorinhos na Cova da Iria, em Fátima, convidando os católicos à recitação diária do terço.

“Que a Bem-aventurada Virgem Maria, de que hoje recordamos as aparições em Fátima, nos guie pelo caminho da contínua conversão e penitência para ir ao encontro de Cristo, sol de justiça. Que a sua luz nos liberte de todo o mal e disperse as trevas deste mundo”, disse o Santo Padre, no final da audiência pública semanal.

(Com Santuário de Fátima)

Tags:
FátimaMariaMilagre
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia