Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 18 Agosto |
Santo Eônio
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Bispo proíbe padrinhos de batismo em diocese italiana

baptism

Ruslan Lytvyn | Shutterstock

John Burger - Reportagem local - publicado em 21/10/21

Religioso alegou que a Igreja precisa de um tempo maior para preparar pais e padrinhos

A diocese de Catânia, região da Sicília, na Itália, decretou a proibição à antiga tradição de nomear padrinhos e madrinhas de batismo. A medida valerá durante três anos e se aplica a todos as paróquias sob responsabilidade da diocese.

Ao jornal The New York Times, o Mons. Salvatore Genchi, vigário-geral da Arquidiocese de Catânia, justificou a decisão polêmica. Ele alegou que99% dos padrinhos da região não estão qualificados para o cargo e que não são bons exemplos para seus afilhados.

Além disso, segundo o jornal, a nomeação de padrinhos de batismo “tornou-se uma oportunidade de networking para famílias que buscam melhorar sua fortuna, garantir doações de colares de ouro e fazer conexões vantajosas.”

Os padrinhos de batismo e a máfia italiana

O jornal também faz uma ligação entre a escolha dos padrinhos e as entranhas da máfia italiana. Diz a reportagem:

“Promotores italianos rastrearam batismos para mapear como os chefes do submundo espalham influência, e as viúvas da máfia no tribunal salvaram seu rancor mais venenoso para “os verdadeiros Judas” que traem o vínculo batismal. É uma transgressão mais associada com, bem, “O Poderoso Chefão”, especialmente a cena do batismo quando Michael Corleone renuncia a Satanás na igreja enquanto seus capangas espancam todos os seus inimigos.”

Em outras palavras: para a máfia italiana, a relação entre padrinhos e afilhados é um vínculo de dependência e subordinação.

Experiência temporária

O Mons. Genchi disse que proibição dos padrinhos de batismo é uma experiência temporária. Para ele, esse período de três anos será suficiente para que a Igreja prepare melhor os pais e padrinhos em potencial. 

De fato, esse tempo é mais curto do que uma proibição de 10 anos proposta por outro bispo em 2014. Tal ideia não obteve o consenso necessário de outros bispos da região. 

Vale dizer que a Igreja recomenda que a escolha dos padrinhos de batismo não seja um ato meramente social. Aliás, o Direito Canônico sugere que os padrinhos sejam, inclusive, crismados.

Ao mesmo tempo, a Igreja permite que o bispo local tenha o poder de adaptar determinadas leis disciplinares à realidade de cada diocese.

Tags:
BatismoIgreja
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia