Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 09 Agosto |
Santa Teresa Bendita da Cruz (Edith Stein)
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Casamento: o conselho perfeito de João Paulo II para o amor duradouro

HAPPY COUPLE

Rido | Shutterstock

Theresa Civantos Barber - publicado em 27/10/21

São João Paulo II tinha uma compreensão extraordinária do que faz o casamento funcionar. Seus escritos contêm algumas das melhores e mais transformadoras sabedorias sobre o matrimônio

Você pode não esperar que um homem celibatário tenha os melhores conselhos sobre relacionamento, mas São João Paulo II tinha uma compreensão extraordinária do que faz o casamento funcionar. Seus escritos contêm algumas das melhores e mais transformadoras sabedorias sobre o matrimônio.

De fato, nunca precisamos tanto dos conselhos dele. Hoje o casamento é, muitas vezes, ridicularizado, visto como antiquado e desnecessário, ou como algo facilmente abandonado quando surge algo “maior e melhor”. 

Até mesmo para os casais que se comprometem de verdade a honrar seus votos, pode ser difícil manter a chama do amor acesa. À medida que os cônjuges ficam ocupados com carreiras e filhos, eles podem se sentir perdidos.

São João Paulo II concentrou grande parte de seu esforço pastoral no fortalecimento da instituição casamento. Graças à sua perspectiva de sacerdote e filho de pais amorosos e felizes, ele sabia a importância do matrimônio.

Casamento é a base

Ele sabia que o casamento é a base da sociedade. Sabia que todas as partes da sociedade civil se beneficiam de casamentos fortes e saudáveis. Consequentemente, ele dedicou muito de seu pontificado, escritos e de suas palestras para encorajar os casais a nutrirem o amor duradouro no relacionamento.

Claro, uma de suas maiores contribuições nesta área é a Teologia do Corpo. Mas muito de sua sabedoria está em uma peça pouco conhecida que ele escreveu: “A Loja do Ouvires”. Na obra, ele dramatizou as verdades essenciais que aprendeu sobre o casamento.

Há uma cena especialmente comovente e inesquecível no final da peça. Trata-se de uma lição para todos os cônjuges. 

Um casal da peça, Stefan e Anna, ficaram frios um com o outro depois de muitos anos de casamento. Eles estão infelizes e não querem mais ficar casados. Anna leva sua aliança de casamento à joalheria para vendê-la.

Ela é interrompida por um “interlocutor casual”, Adam, que a lembra da parábola das dez virgens, cinco das quais foram tão tolas que deixaram suas lâmpadas se apagarem. Ele sugere a Anna que, como as virgens prudentes, possa ir em frente e encontrar o Noivo com sua lâmpada.

Mas quando o Noivo chega, não é outro senão seu distanciado marido, Stefan. Então, ela diz:

“Quando eu então corri, tão cheia de esperança escondida, 

Em direção ao Noivo tão repentinamente prometido, 

Eu vi o rosto de Stefan. 

Ele deve ter esse rosto para mim? 

Por quê? Por quê?”

Adam comenta:

“No rosto do Noivo, cada um de nós encontra uma semelhança com os rostos daqueles com quem o amor nos enredou neste lado da vida, da existência. Estão todas nele.” 

Casamentos felizes

Na peça, Anna e Stefan se reconciliam e o casamento melhora. Isso torna a história deles condizente com os dados que confirmam que a maioria dos casamentos infelizes se torna significativamente mais feliz se o casal aguentar por alguns anos (com a óbvia exceção de situações de abuso):

“80% das pessoas que classificaram seus casamentos como ‘infelizes’ em uma pesquisa nacional, quando questionadas cinco anos depois, classificaram-no como ‘mais feliz’. Dos casais que classificaram seus casamentos como ‘miseráveis’ (2%), cerca de 77% os classificaram como ‘muito felizes’ cinco anos depois.”

O segredo

A peça revela o lindo segredo dos casamentos felizes: ao amar a Cristo, amamos nosso cônjuge; ao amar nosso cônjuge, servimos a Cristo e encontramos o paraíso na terra. 

Este é o mistério do casamento que São João Paulo II revela. Para os casais, isso significa que o rosto do seu cônjuge é para você o rosto de Cristo, o Noivo. 

Como manter a lâmpada acesa

 Aqui estão algumas ideias para você começar:

  • envie um elogio atencioso ao seu cônjuge quando vocês não estiverem juntos hoje;
  • beijem-se sempre por, no mínimo, seis segundos;
  • agende um encontro noturno com seu cônjuge;
  • pergunte sobre algo que seu cônjuge gosta e você não (para mim, isso é perguntar ao meu marido sobre futebol);
  • escreva um bilhete de amor e deixe-o debaixo do travesseiro.
Tags:
CasamentoFamíliamaridoMulherSacramentos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia