Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 19 Agosto |
Santos Mártires Canadenses
Aleteia logo
Em foco
separateurCreated with Sketch.

“Nossa Senhora não é Iemanjá”: exorcista alerta sobre o sincretismo religioso no Brasil

Exorcismo

Shutterstock | lunamarina

Reportagem local - ACI Digital - publicado em 04/11/21

Em curso no Vaticano, o exorcista advertiu que não é católico ir a um terreiro e que isso pode facilitar a aproximação do mal

Os perigos do sincretismo religioso foram o tema de uma palestra proferida pelo exorcista brasileiro monsenhor Rubens Miraglia Zani. Ele proferiu a palestra durante um curso de exorcismo e libertação que aconteceu no Vaticano.

O exorcista, pertencente à diocese de Bauru, SP, abordou a realidade dos cultos afro-brasileiros e o exorcismo. Para ele, o sincretismo faz com que as pessoas achem “normal” ser católico e participar de tais cultos. Entretanto, esse comportamento, de acordo com o pároco, “facilita a aproximação do mal”.

Sincretismo no Brasil

Segundo o monsenhor Zani, o sincretismo no Brasil é fruto de uma falha de catequese. E isso faz com que as pessoas acabem misturando o cristianismo com os cultos afro-brasileiros. Para ele, muitas pessoas têm dificuldade em compreender que “Nossa Senhora não é Iemanjá, que ir a um terreiro não é católico”.

O sacerdote alerta ainda que, nos cultos afro-brasileiros, “há uma mentalidade que cultua forças malignas como se fossem do bem”. E, para ele, a ideia do sincretismo deixa as pessoas cegas para essa aproximação com o mal e as faz pensar que “tudo isso é normal”. Mas, óbvio, não é!

Umbanda e exorcismo

Monsenhor Zani, que é delegado-coordenador da Secretaria Linguística Portuguesa da Associação Internacional dos Exorcistas e pároco da Paróquia Nossa Senhora do Líbano, da Eparquia Maronita do Brasil, em Bauru, contou o caso de uma criança que que passou por uma “consagração” à umbanda. Ela, depois, sofreu as consequências deste gesto dos pais. “Essa pessoa teve problemas gravíssimos que levou durante sua vida, perdeu vários empregos porque surtava e passava por vexações. Ela sofreu muito”, afirmou.

Por fim, o sacerdote explica que nem todas as pessoas que passaram pelo sincretismo, visitaram terreiros de umbanda ou participaram de outros tipos de culto precisam de exorcismo. Entretanto, segundo ele, “essas pessoas devem fazer uma renúncia formal e procurar a Confissão”.

Com informações de ACI Digital

Tags:
ExorcismoMalNossa SenhoraReligião
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia