Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 27 Janeiro |
Beato Jorge Matulaitis 
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Pobres em peregrinação com o Papa: rostos e testemunhos

POPE FRANCIS - WORLD DAY OF THE POOR - ASSISI - AFP

FILIPPO MONTEFORTE / AFP

I. Media - publicado em 12/11/21

A vida dessas pessoas em situação de pobreza e vulnerabilidade é um desafio diário

Michel, Louis, Véronique, Dalhia, Aloïs. Cinco pessoas em peregrinação a Assis com o Papa Francisco. Eles passam por várias provações diariamente, mas hoje, como parte do Dia Mundial dos Pobres, estão vivendo uma jornada especial de oração seguindo os passos de São Francisco de Assis.

Estas cinco pessoas estão entre as 500 que estão em Assis neste 12 de novembro, vindas de toda a Europa, assistidas por vários programas sociais católicos.

Eles fazem parte de um grupo francês e suíço que falou com I.Media sobre suas alegrias e expectativas.

Michel: eu tenho muito respeito por São Francisco

Aos 45 anos, Michel afirma que teve uma vida complicada. Ele sofre de esquizofrenia e recebe atendimento hospitalar. Foi viciado em drogas por mais de 30 anos. “Estou sóbrio agora,” ele explica. Há alguns meses, o homem teve contato com a Associação Magdalena [uma associação que ajuda pessoas na prostituição ou que vivem nas ruas].

“Eu estava em um supermercado e me ofereci para ajudar uma jovem a carregar suas sacolas. Ela era voluntária nesta associação e sugeriu que eu os visitasse.” Ao fazer isso, Michel descobriu uma verdadeira fraternidade e resgatou sua fé. “Fui batizado quando pequeno, mas não era um praticante. Agora, com 45 anos, parece tudo novo”, admite ele.

Ele conta que está feliz por ter vindo com o grupo de Marselha à cidade de Assis para se encontrar com o Papa. “Tenho muito respeito por São Francisco, que poderia ter vivido só entre os ricos, mas abriu mão de tudo.”

Se ele tivesse uma palavra a dizer ao Papa, seria: “Reze para acalmar as almas daqueles que sofrem”.

IMG_2633.jpg
Michel © Hugues Lefèvre/I.MEDIA

Louis: uma peregrinação de renovação

Ex-sem-teto em Paris, Louis (54 anos) peregrina com a associação Fratello. Em 2016, após seu primeiro encontro com o Papa Francisco através dessa associação, viu um ponto de virada em sua vida. “Eu vim para despertar novamente aquilo que vivenciei [com o Papa]”, explica. “Na verdade, depois daquele dia, encontrei um emprego novamente. Eu sou motorista.”

Se ele pudesse pedir algo ao Papa: “Eu pediria a ele uma bênção para todos os seres humanos”.

Louis © Hugues Lefèvre/I.MEDIA

Véronique: uma grande aventura

Sentada ao lado de Jean, Dalhia e Michelle, Véronique fala com alegria da viagem de 24 horas de ônibus com seu grupo, a Associação para a Amizade (Association for Friendship).

“Já viemos vê-lo antes com associação Fratello. Cada vez é uma grande aventura”, explica. Para ela, o Dia Mundial dos Pobres é uma oportunidade de encontrar Deus.

“Jesus disse quando somos dois ou três rezando, Ele está no meio de nós. Nós somos Seus pequeninos e queremos que Sua luz esteja em nossas almas.”

Se Veronique tivesse uma frase a dizer ao Papa Francisco: “Apenas sorriria e pediria sua sua bênção.”

Véronique © Hugues Lefèvre/I.MEDIA

Aloïs: vir aqui depois de um ano tão difícil é muito bom

Aloïs é suíço e veio com o grupo de Vaud e Neuchâtel. Entre eles, pessoas em situação precária, psicologicamente fragilizadas, sozinhas. “Eu contraí uma doença grave na minha juventude comendo morangos selvagens, a equinococose”, diz o homem de 65 anos. “Eles removeram metade do meu fígado”, ele nos conta. Viúvo desde 2008, ele acabou de passar por uma nova provação em fevereiro passado com a morte de seu pai. “Vir aqui depois de um ano tão difícil é muito bom. Com fé e com a associação Fratello, um caminho se abre agora. Estava esperando por esse momento há muito tempo”.

Se ele tivesse uma palavra a dizer ao Papa Francisco: “Que reze pelos pobres, aqueles que não conseguem se levantar, aqueles que estão no hospital e com dor”.

Aloïs © Hugues Lefèvre/I.MEDIA
Tags:
Papa FranciscoPobrezaSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia