Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Março |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Qual é a fase mais difícil do casamento?

COUPLE

Africa Studio - Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 24/11/21

Todo casamento tem altos e baixos, mas é preciso lembrar que é possível superar as crises

Quem falou que casamento é um mar de rosas mentiu. De fato, a vida conjugal tem dificuldades e desafios gigantes. E é nisso que está a beleza do matrimônio: vencer as dificuldades ao lado da pessoa que você escolheu para amar eternamente.

Os desafios fazem os casais crescerem em maturidade e se fortalecerem na fé. Por isso, é importante nunca desistir, por mais difícil que pareçam algumas fases do casamento.

As cinco fases do casamento

A maioria dos especialistas em relacionamentos familiares concorda que o casamento tem estas cinco fases

– transição e adaptação;

– consolidação e chegada dos filhos;

– transformação

– ninho vazio;

– envelhecimento juntos (clique aqui para conferir as características de cada fase).

Mas, no livro “Amigos da Família”, D. Orlando Brandes utiliza outros termos e exemplifica melhor as fases por que todo casamento passa, bem como suas marcas. São elas:

1. Encantamento

Nesta fase, o casal vive um “romance de novela”. Um faz companhia para outro, os dois se apoiam, sonham juntos, planejam o crescimento da família, há bem-estar, confiança e boa convivência;

2. Desencanto

É quando chegam os desentendimentos movidos pelas diferenças pessoais, além das discussões e brigas. Pronto: marido e mulher estão enfrentando as primeiras dificuldades do casamento. Nesta etapa, é importante não cair no divórcio emocional e buscar ajuda;

3. Crescimento

Superadas as primeiras dificuldades, o casal fica mais forte. Cresce em maturidade e fé. Os cônjuges estão entrosados, chegam os filhos, a família se preenche. Como diz D. Orlando, nesta fase, “a casa é uma comunidade de vida e amor”;

4. Crise

Mas logo chega a fase que muitos consideram a mais difícil do casamento. Geralmente ocorre depois de transcorridos anos da união. A relação cai na rotina e, com os desafios familiares, pode ocorrer uma crise financeira. Isso pode desestabilizar alguns casais. Mas D. Orlando adverte: “Na crise, algo morre e algo nasce. É uma Páscoa. É hora de sepultar mágoas, vaidades, poderes, apegos e vícios, de ressuscitar e deixar nascerem os pequenos gestos de afeto, elogio e perdão”;

5. Integração

Esta sim é a melhor fase do casamento! Com o tempo, o casal já está calejado de tantas dificuldades e aprendeu com elas. Marido e mulher se conhecem melhor, estão mais íntimos, mais maduros e confiantes. Os filhos cresceram, se casaram. Os cônjuges querem envelhecer bem e juntos. Nesta fase, “tudo é resolvido pela compreensão mútua. Amar é compreender e consolar… O outro é o meu centro”.

Enfim, é importante lembrar que todos os relacionamentos são feitos de altos e baixos. Mas é possível superar cada dificuldade e cada alegria da vida a dois com amor, fé e compreensão, tendo como modelo a Sagrada Família de Nazaré.

Tags:
CasamentoFamíliamaridoMulher
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia