Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 26 Novembro |
São Conrado 
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Epifania: estrela de Cristo brilha nas noites mais escuras, diz Papa

Papa Francisco celebra a Epifania

FILIPPO MONTEFORTE/AFP/East News

Reportagem local - publicado em 06/01/22

Conferências episcopais podem transferir a solenidade, como ocorreu no Brasil, mas o dia 6 de janeiro é a data tradicional

A solenidade da Epifania é tradicionalmente celebrada pela Igreja Católica no dia 6 de janeiro, podendo as conferências episcopais de cada país optar por transferi-la para o domingo mais próximo a fim de que os fiéis consigam participar com mais facilidade da Eucaristia. No Brasil, por exemplo, ela foi adiantada para o domingo passado, dia 3.

Durante a homilia desta solenidade no Vaticano, o Papa Francisco exortou os católicos a aprenderem com os três reis vindos do Oriente a caminhar rumo a Jesus, “estrela que ilumina os céus da vida e orienta os passos para a verdadeira alegria”.

Na Basílica de São Pedro, seguindo a tradição desta celebração, um diácono anunciou logo após a leitura do Evangelho que a data da Páscoa neste ano será o dia 17 de abril. A Quarta-Feira de Cinzas, portanto, recairá em 2 de março, a Ascensão do Senhor em 26 de maio, o Pentecostes em 5 de junho e o Corpus Christi em 16 de junho. Já o primeiro domingo do Advento, marcando o início do próximo ano litúrgico, será celebrado em 27 de novembro.

O que quer dizer epifania

A Epifania, palavra grega que significa revelação ou manifestação, é a solenidade que celebra o reconhecimento de Jesus como o Filho de Deus encarnado. Há várias epifanias ao longo dos Evangelhos, mas a que é especificamente recordada nesta data é o episódio em que três ilustres visitantes oriundos de terras longínquas procuram Jesus e lhe oferecem presentes altamente simbólicos: o incenso, que reconhece a divindade de Jesus; o ouro, a sua realeza; e a mirra, a sua humanidade.

Os visitantes em questão são descritos como “homens sábios” vindos do Oriente; a tradição os trata como “reis” em suas próprias terras de origem; popularmente, foram chamados de “magos” porque detinham conhecimentos de astronomia e aguardavam sinais que apontassem o nascimento do Messias, embora não fossem magos no sentido usual do termo.

A estrela de Cristo brilha nas noites mais escuras

Em sua homilia sobre a Epifania de Jesus, o Papa Francisco ressaltou que, “nas noites mais escuras, brilha uma estrela: é a estrela do Senhor, que vem cuidar da nossa frágil humanidade”. Diante disso, ele exorta os fiéis a caminharem “rumo a Ele: não concedamos à apatia e à resignação a força de nos pregarem à tristeza de uma vida medíocre. Abramo-nos à inquietude do Espírito: corações inquietos!”.

Francisco afirmou que “o mundo espera dos crentes um renovado ímpeto para o Céu. Como os Magos, levantemos a cabeça, ouçamos o desejo do coração, sigamos a estrela que Deus faz brilhar sobre nós. E, como indagadores inquietos, permaneçamos abertos às surpresas de Deus. Irmãos e irmãs, sonhemos, procuremos, adoremos”.

O Papa recordou que, ao chegarem a Jerusalém, os magos “perguntam onde está o Menino”, simbolizando que “precisamos ouvir com atenção as perguntas do coração, da consciência”, já que “frequentemente é assim que Deus fala: mais com perguntas do que com respostas”.

Os magos “desafiam Herodes”, observou ainda o Papa Francisco. O rei, de fato, tentara manipulá-los para que lhe revelassem onde estava Jesus, já que temia o seu poder e pretendia matá-lo. “Os magos regressam ‘por outro caminho’: provocam-nos a percorrer estradas novas. É a criatividade do Espírito, que faz sempre coisas novas”, disse Francisco.

“Chegando ao destino, viram o Menino e, ‘prostrando-se, adoraram-No’”. O Papa então recordou: “a viagem da fé só encontra ímpeto e cumprimento na presença de Deus. O desejo de Deus cresce apenas quando permanecemos diante de Deus”.

Tags:
EpifaniaJesusLiturgiaNatalPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia