Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 08 Agosto |
São Domingos de Gusmão
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

2 milhões de abortos já foram realizados só nos primeiros 18 dias de 2022

aborto

Shestakov-Dmytro / Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 18/01/22

Em fevereiro, eles já terão ultrapassado, em menos de 45 dias deste novo ano, o total de mortes provocadas pela covid-19 em mais de 2 anos de pandemia

Os abortos no mundo já ultrapassaram a estarrecedora quantidade de 2 milhões só nos primeiros 18 dias de 2022. Em fevereiro, eles já terão ultrapassado, em menos de 45 dias deste novo ano, o total de mortes provocadas pela covid-19 em mais de 2 anos de pandemia.

Isso mesmo: só nos primeiros 45 dias do ano de 2022, os abortos propositais já terão sido mais numerosos do que toda uma pandemia histórica de covid-19 ao longo de mais de 2 anos.

A fonte dos dados é o site Worldometers.info, um painel de estatísticas mundiais que apresenta números a partir de fontes oficiais. Ele mostra, por exemplo, que, do dia 1º de janeiro de 2022 até a manhã deste dia 18 do mesmo mês, já nasceram 6,69 milhões de pessoas, enquanto faleceram 2,8 milhões de seres humanos – sem contar os casos de aborto.

Os números do Worldometers, por mais chocantes e inacreditáveis que pareçam, guardam coerência com os dados históricos da própria Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo estatísticas da OMS confirmadas pelo Instituto Guttmacher, entre 2015 e 2019 foram realizados em média 73,3 milhões de abortos não espontâneos por ano. Uma verdadeira pandemia paralela e silenciosa, vendida como se fosse uma vacina para mazelas sociais – que o aborto não apenas não resolve, mas piora.

Outro dado chocante que não costuma ser reconhecido pela assim chamada grande mídia é o fato de que o aborto proposital extermina desproporcionalmente os bebês negros.

Diversas campanhas de manipulação ideológico-partidária têm explorado descaradamente as mazelas de minorias em benefício das suas próprias narrativas, ao mesmo tempo em que, hipocritamente, essas mesmas campanhas fecham os olhos para a realidade de que, só nos EUA, as mulheres negras são levadas a abortar 3 vezes mais do que as mulheres brancas: 33,6% dos bebês que foram mortos em abortos eram negros, embora a população negra no país represente apenas 12,3% da população. Os dados, de 2018, são do Center for Disease Control (Centro de Controle de Doenças), sediado nos próprios Estados Unidos.

Tags:
AbortoCovidIdeologiaMorte
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia