Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 24 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Como fechar a porta à inquietação

shutterstock_2084105698.jpg

Shutterstock | goffkein.pro

Reportagem local - publicado em 23/01/22

O puro amor de Deus é um filtro. Ele expulsará da sua alma não só tudo aquilo que lhe é contrário, mas também o que não a nutre

Por um monge cartuxo

A inquietude pesa no espírito, no coração, em cada alma. Envenena a existência. Qualquer coisa que deva fazer, quaisquer sejam as suas responsabilidades materiais ou espirituais, não prenda a sua alma e não permita nunca que a inquietação te perturbe.

Tudo o que deve fazer na religião é a Sua obra. Faz aquilo que pode generosamente, sabendo que o sucesso depende só Dele, não das suas capacidades. Se não busca a sua glória em nada, viverá em uma paz imutável, mesmo que ainda tenha muito a fazer. Existe somente uma coisa a temer: o pecado.

Os caminhos de Deus não são os nossos. Jesus triunfa sobre o fracasso. Nada mudou em vinte séculos. Seja diligente e ponha-se os meios: é a vontade de Deus. Mas seja convencido de que nada terá sucesso a não ser Ele. Se Ele não quiser, aceita o fracasso, assim como todas as suas consequentes humilhações e desagrados. Então você será livre. Faça o que Deus quer: isto é o que conta; não ter sucesso. 

É tão reconfortante pensar que o Pai tem nas suas mãos o mundo e o coração de todos os homens! Tudo acontece porque Deus quer; nada ocorre sem que Ele o permita. Por que se preocupar com vãs preocupações? Coloca em ação aquilo que está em teu alcance, mas no tempo útil. Recuse-se a refletir sobre o momento que pertence a Deus: oração, leitura, grande silêncio das “Completas às Matinas”. Se não, a serenidade da sua alma acabará. 

Contempla a admirável calma de Jesus diante de uma missão que abraça a terra inteira e toda raça humana. Ele ilumina com poucas palavras. Salva com a imobilidade e o silêncio da Cruz. Toda a prudência humana não invalidará a Sua palavra: “E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim” (Jo 12,32). Os apóstolos, os grandes “conversores”, os santos nunca sacrificaram, apressadamente, o seu diálogo com Deus.  Confiaram tudo a Sua Providência e nunca duvidaram Dele. São admiráveis as realizações, ainda que temporárias, dos verdadeiros contemplativos, assim como a ideia estéril da agitação das atividades que não lhes são exigidas. 

O puro amor de Deus é um filtro. Ele expulsará da sua alma não só tudo aquilo que lhe é contrário, mas também o que não a nutre. Ele se oporá a qualquer barulho capaz de sufocar ou alterar a Sua voz: “Dum medium silentium tenerent omnia, et nox in suo cursu medium iter haberet, omnipotens sermo tuus, Domine, from coelis to regalibus sedibus venit“: “Porque, quando um profundo silêncio envolvia todas as coisas e a noite chegava ao meio de seu curso, a Vossa palavra onipotente desceu do trono real dos céus”. (Sab 18,14-15). Deus vem quando tudo dorme sobre a terra, tudo aquilo que é da terra.

(Tudo sobre o Universo Cartusiano)

Tags:
Espírito SantoMeditaçãoOração
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia