Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Gabriel Medina pausa carreira para cuidar da saúde mental: “cheguei no meu limite”

shutterstock_331689785.jpg

Shutterstock

Ricardo Sanches - publicado em 25/01/22

O tricampeão mundial de surfe desistiu de participar de uma das competições mais importantes da temporada depois de passar por uma "montanha russa de emoções"

O surfista brasileiro Gabriel Medina anunciou que não vai participar das primeiras etapas da Liga Mundial de Surfe (WSL). O campeonato, um dos mais importantes da temporada, começa neste sábado, 29 de janeiro, no Havaí. O atleta alegou que não vai disputar as etapas iniciais da competição porque precisa cuidar da saúde mental e se recuperar de um problema no quadril.

Em 2021, Gabriel Medina conquistou o tricampeonato mundial, mas, conforme explicou nas redes sociais, teve um ano conturbado. O atleta disse, inclusive, que chegou ao seu limite. Diz o post:

“2021 foi um ano incrível pra mim, conquistei meu maior sonho como surfista que era me tornar tricampeão mundial. Era uma parada intocável pra mim. No ano passado, vivi uma montanha russa de emoções dentro e fora da água, o que afetou muito minha saúde mental e física. Ao final da temporada, eu estava completamente esgotado. Cheguei no meu limite.”

Reconhecimento difícil

Medina ainda afirmou que não foi fácil reconhecer que ele não está bem, tampouco tomar a decisão de dar uma pausa para cuidar da saúde física e mental:

“Reconhecer e admitir para mim mesmo que não estou bem vem sendo um processo muito difícil, e optar por tirar um tempo para me cuidar foi talvez a decisão mais difícil que já tomei em toda a minha vida. Me questionei muito nos últimos tempos se deveria tornar isso público ou manter de forma privada, mas é justo que todos vocês que sempre torceram por mim saibam do momento que estou enfrentando. A saúde mental é muito importante. Preciso estar 100% mentalmente para voltar a competir. Voltarei mais forte🙏 amo vocês e obrigado por tudo.”

View this post on Instagram

A post shared by Gabriel Medina (@gabrielmedina)

Ano complicado

Depois da decisão de Gabriel Medina, os sites esportivos brasileiros revelaram que o surfista teve um ano de 2021 muito conturbado. Ele começou aquela temporada anunciando que tinha rompido com seu padrasto, Charles Rodrigues, que também era seu técnico e mentor desde o início de sua carreira. Isso acabou gerando uma crise na família, que durou o ano todo.

Além disso, Medina era um dos surfistas favoritos ao ouro nas Olimpíadas de Tóquio. Mas, em meio a tanta pressão, acabou eliminado da competição.

Depois disso, Medina continuou se dedicando ao máximo aos treinos e às provas, terminando o ano com o tricampeonato mundial de surfe, aos 28 anos de idade.

Simone Biles

A decisão de Gabriel Medina faz lembrar o ocorrido com a ginasta americana Simone Biles. No ano passado, durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, ela também desistiu de participar de várias finais, alegando que não estava bem psicologicamente. “Eu tenho que colocar meu orgulho de lado. Tenho que fazer o que é certo para mim e focar na minha saúde mental e não colocar em risco minha saúde e bem-estar. É por isso que decidi dar um passo para trás”, disse a atleta na época.

Para atletas de alta performance como Simone Biles e Gabriel Medina, dar um passo para trás nunca é fácil. Mas, com isso, eles dão uma lição que todos deveriam aprender: às vezes é preciso deixar o orgulho de lado e dar espaço à importante virtude da humildade.

Tags:
EsporteEstressePsicologiaSaúdeTrabalho
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia