Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Você sente a morte por perto? Isso é vital para a sua eternidade

Ambulância

LOIC VENANCE / AFP

Claudio de Castro - publicado em 17/02/22

Você deve saber como pode se salvar em um momento em que não consegue um padre que te confesse e você está prestes a deixar este mundo

Lembro-me de quando eles anunciaram que a pandemia havia chegado ao meu país. Eu estava em um supermercado fazendo compras com minha filha.

De repente, o lugar ficou cheio e pessoas desesperadas corriam para comprar todo o álcool das prateleiras.

O medo que nos paralisa circulou entre nós. E não foi de admirar. O tempo nos ensinaria como esse vírus é terrível.

A Covid-19 aproximou a morte de nós

Hoje revi as estatísticas do coronavírus no meu país e no mundo. Tantas mortes entristecem a alma.

Muitas pessoas morreram. É doloroso. Cada uma tem um pai, uma mãe, filhos.

Rezo por eles e me pergunto quantos tiveram a oportunidade de fazer uma confissão sacramental antes de partir para o encontro com Deus e salvar sua alma imortal.

Vital para a sua eternidade

Para mim, é um problema urgente. É muito importante para deixá-lo de lado, é por isso que vou escrever sobre isto novamente. É como ter um bloco de emergências espirituais à mão.

Você deve saber como pode se salvar quando não conseguir que um padre te confesse e você está prestes a deixar este mundo. É vital para a sua eternidade.

Sempre há oportunidades

A Igreja, que é mãe e mestra, oferece-nos todas as oportunidades de que precisamos para nos salvar.

Jesus especifica para você as obras de Misericórdia que você deve fazer na vida por amor.

Mas o que acontece quando você levou uma vida longe de Deus, em pecado mortal e de repente você sofre um acidente ou é infectado com coronavírus e sua saúde se torna complicada?

Como você se salva? É simples. E está ao seu alcance.

Veja o que diz o Catecismo da Igreja:

A CONTRIÇÃO

1451. Entre os atos do penitente, a contrição ocupa o primeiro lugar. Ela é «uma dor da alma e uma detestação do pecado cometido, com o propósito de não mais pecar no futuro».

1452. Quando procedente do amor de Deus, amado sobre todas as coisas, a contrição é dita «perfeita» (contrição de caridade). Uma tal contrição perdoa as faltas veniais: obtém igualmente o perdão dos pecados mortais, se incluir o propósito firme de recorrer, logo que possível, à confissão sacramental.

Ou seja, peça perdão a Deus com todo o seu coração e, em seguida, busque assim que possível um padre para se confessar.

Tags:
CéuMortesalvacaovida eterna
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia