Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 19 Maio |
São Celestino V
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Brasil é o 3º país mais feliz entre os 20 da América Latina

Brasil é o 3º país mais feliz da América Latina

Shutterstock I marchello74

Francisco Vêneto - publicado em 18/03/22 - atualizado em 18/03/22

Segundo relatório financiado pela ONU, o Afeganistão é o país mais infeliz do mundo e a Venezuela é a última nas Américas

O Relatório da Felicidade Mundial, ou World Happiness Report, é um estudo financiado pela ONU que chega à sua 10ª edição em 2022. O levantamento se baseia em pesquisas sobre a percepção de felicidade relatada pelas pessoas, o que é cruzado com outras informações como a renda, os níveis de liberdade individual, a percepção de corrupção, etc.

A propósito, um dos coautores do estudo, Jeffrey Sachs, observa que “a lição fornecida pelo relatório, nestes dez anos, é a de que a generosidade entre as pessoas e a honestidade dos governos são cruciais para o bem-estar. Os líderes mundiais deveriam levar isto em consideração”.

Os mais felizes

No ranking de 2022, divulgado nesta semana, a Finlândia aparece pela quinta vez consecutiva como o “país mais feliz do mundo”, com nota 7,82 numa escala que vai até 10.

O grupo dos cinco países mais felizes do mundo é completado pela Dinamarca, Islândia, Suíça e Holanda, todos na Europa.

Os mais infelizes

Já o país em último lugar na lista da felicidade mundial é o Afeganistão, cujo governo foi derrubado em agosto passado pelos fanáticos islâmicos do Talibã. Os radicais, que retomaram o controle do território afegão depois de 20 anos de uma intervenção norte-americana mal-sucedida, impuseram a sharia no lugar da constituição e empurraram o país ao abismo da fome, do desemprego massivo e da repressão das liberdades civis em níveis descomunais.

O Afeganistão, aliás, também aparece na lista da organização Open Doors, que monitora a liberdade religiosa no mundo, como o pior país do mundo para os cristãos, superando a Coreia do Norte, que ocupou o triste primeiro lugar dessa lista durante nada menos que 20 anos e agora está em segundo lugar. Não é que as condições norte-coreanas tenham melhorado: a situação afegã é que conseguiu tornar-se ainda pior.

Voltando à lista da felicidade entre os países, o penúltimo lugar é hoje preenchido pelo Líbano, que, após períodos de prosperidade, mergulhou em anos recentes numa crise econômica e social sem precedentes. Seguem-se oito nações africanas entre os países menos felizes do planeta: Zimbábue, Ruanda, Botsuana, Lesoto, Serra Leoa, Tanzânia e Malaui e Zâmbia, em ordem do mais infeliz ao menos infeliz.

Américas

Na América Latina, os três países em melhor posição são a Costa Rica (23º lugar mundial), o Uruguai (30º) e o Brasil (39º, com ganho de duas posições na comparação com o ano anterior, quando aparecia em 41º).

Nas Américas como um todo, a liderança é do Canadá (15º lugar mundial), seguido imediatamente pelos Estados Unidos (16º).

Já a Venezuela é o país latino-americano de pior posição, perdendo até para países com gravíssimos conflitos bélicos recentes, como o Iraque. O país destruído social, política e economicamente pela ditadura socialista de Hugo Chávez e Nicolás Maduro está em 108º lugar mundial na lista da felicidade, juntando-se ao Líbano e ao Afeganistão no grupo dos três países com o maior retrocesso, de acordo com o relatório.

Mais destaques positivos

Por outro lado, os três países que mais ganharam posições no ranking foram a Sérvia, a Bulgária e a Romênia, esta última posicionando-se à frente de nações como Espanha, Itália e Portugal.

Os 10 países mais felizes do mundo, segundo o estudo, são:

Finlândia (Europa)
Dinamarca (Europa)
Islândia (Europa)
Suíça (Europa)
Holanda (Europa)
Luxemburgo (Europa)
Suécia (Europa)
Noruega (Europa)
Israel (Ásia)
Nova Zelândia (Oceania)

Tags:
FelicidadePolíticaSociedade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia