Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Setembro |
Santo Aunacário ou Aunacário
Aleteia logo
Cultura & Viagem
separateurCreated with Sketch.

Nova técnica de datação confirma que o Santo Sudário tem 2000 anos

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Saint-Suaire / Holy Shroud

Diego Barbieri / Shutterstock

Le Saint-Suaire est conservé à la cathédrale de Turin (Italie).

Bérengère Dommaigné - publicado em 20/04/22

Graças a uma nova técnica de datação, chamada WAXS, cientistas italianos que estudaram uma amostra do Sudário de Turim afirmam que a relíquia remonta ao tempo da morte e ressurreição de Cristo

Uma nova técnica de datação por raios X confirma que o Santo Sudário é consistente com a tradição cristã e remonta ao tempo da morte e ressurreição de Cristo. Esta é a conclusão do estudo “X-ray dating of a linen sample from the Shroud of Torin” conduzido por um especialista do Sudário de Turim, o cientista italiano Liberato De Caro, e cujos resultados foram publicados a 11 de Abril.

Acompanhado por uma equipe de investigadores e em colaboração com o professor Fanti, da Universidade de Pádua, Liberato De Caro utilizou um método de “dispersão de raios X a grandes ângulos” para examinar o envelhecimento natural da celulose numa amostra do Sudário de Turim. E ele afirma: o Santo Sudário é muito mais antigo do que os sete séculos que os cientistas que realizaram a datação por carbono-14 em 1988 tinham estimado. Na realidade, estima-se que tenha 2.000 anos de idade.

Numa entrevista ao  National Catholic Register, dois dias após a publicação do estudo, Liberato De Caro explicou a sua abordagem científica, que visa desvendar o mistério do Santo Sudário há quase 30 anos.

Desenvolvemos um método para medir o envelhecimento natural da celulose de linho utilizando raios X, e depois convertê-lo no tempo que decorreu desde que foi feito. Este novo método de datação, baseado numa técnica chamada Dispersão de Raios X a Grandes Angulos (WAXS), foi primeiro testado em amostras de linho já datadas por outras técnicas, em amostras que nada tinham a ver com o Sudário, e depois aplicado a uma amostra retirada do Sudário de Turim.

Os resultados da investigação foram publicados na revista internacional Heritage após um mês de preparação e revisão pelos pares e são também destacados no website do Conselho Nacional Italiano de Investigação.

Sudário desafia a ciência

Para o cientista italiano, o Sudário de Turim “desafia a ciência”. “Cada nova investigação poderia clarificar uma parte do complexo puzzle que representa”.

“Por exemplo, a imagem do Sudário ainda não encontrou uma explicação definitiva entre aqueles que o estudaram, ou seja, uma explicação compartilhada por toda a comunidade científica”, diz ele.

De fato, ainda hoje nenhum cientista é capaz de explicar que técnica espetacular e sem precedentes poderia ter sido utilizada na altura para conseguir reproduzir tal imagem num pano de linho! Porque neste sudário, é como se uma placa fotográfica tivesse sido impressa por radiação.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
JesusRessurreiçãoSudário
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia