Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 04 Dezembro |
São Bernardo, bispo de Parma
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Russos confiscam mosteiro católico na Ucrânia para usar como sede de governo

mosteiro da Ordem de São Paulo em Mariupol

Paweł Tomaszewski | Facebook

Francisco Vêneto - publicado em 25/05/22

Mosteiro paulino em Mariupol foi transformado pelos invasores em sede administrativa da não reconhecida República Popular de Donetsk

Os invasores russos confiscaram um mosteiro católico na Ucrânia para usá-lo como sede de governo da não reconhecida República Popular de Donetsk. Trata-se do mosteiro da Ordem de São Paulo, cujos padres são popularmente conhecidos como paulinos. Eles viviam no local havia 20 anos.

A nova administração da região invadida foi implantada ainda no final de março, mas somente agora tornou-se público o confisco do mosteiro católico e seu uso indevido como sede administrativa.

A informação foi confirmada pelo padre paulino Paweł Tomaszewski, pároco de Nossa Senhora de Czestochowa em Mariupol. No começo de março, ele foi obrigado a fugir da cidade, já sitiada pelos russos, e transferir-se para Kamianets-Podilskyi, onde se abrigou no mosteiro da paróquia de São Nicolau. Na semana passada, ele comunicou via rede social:

“Recebi uma triste notícia. Em nosso mosteiro, em Mariupol, os ocupantes estabeleceram a administração da República Popular de Donetsk para toda a cidade. Peço que rezem pela nossa bela cidade, pelos seus defensores, para que possamos libertá-la dos invasores, assim como o nosso santuário”.

O sacerdote também relatou à agência de notícias SIR, do episcopado italiano, que o mosteiro na Ucrânia havia sido saqueado no dia 17 de março, quando os invasores “levaram tudo o que havia: os cálices para o serviço divino e tudo de valor”. E acrescentou: “Tiraram a igreja de nós. Fizeram de tudo para nos expulsar. E agora a desonraram. É muito, muito difícil de aceitar”.

Os invasores russos atacaram e depredaram dezenas de edifícios religiosos, entre igrejas, santuários, conventos e seminários. Confira o caso vergonhoso do ataque ao seminário de Vorzel:

Tags:
GuerraPadresRússiaUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia