Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 26 Setembro |
São Cosme e São Damião
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

O encontro que levou Madre Teresa a responder ao chamado de Deus

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
MOTHER-TERESA-ciric_196835.jpg

N.N./KNA-Bild/CIRIC

Aliénor Goudet - publicado em 05/09/22

Desde a infância, Madre Teresa (1910-1997), nascida Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, tinha um profundo amor pelos pobres e os atos de caridade, graças em parte à educação dos seus pais. Contudo, quando recebeu o chamado de Cristo, seguiram-se longos anos de reflexão antes que um determinado encontro lhe desse a chave para responder a Deus

Skopje, 1920. O sol já está baixo quando Drana Bojaxhiu fecha a sua oficina de costura. Apressa-se para casa. Embora o trabalho seja árduo, ela não quer perder o jantar. Quando ela chega, os seus filhos cumprimentam-na calorosamente e convidam-na para a mesa. Enquanto os seus dois filhos mais velhos, Age e Lazarus, trazem a comida, o mais novo acaba de pôr a mesa.

Mas à medida que a família se instala, Drana apercebe-se de que existe um lugar extra. Este é sempre o caso quando Anjezë põe a mesa. A família tem tido sempre o hábito de convidar os pobres para a sua mesa.

– Perdoa-me, Anjezë, diz ela, voltando-se para a sua filha. Não pude convidar ninguém esta noite.

– Nesse caso, deixo metade do meu prato e dou-o a uma pessoa pobre a caminho da escola amanhã.

– Movida por esta resposta, Drana sorriu. Desde a morte do seu marido há quase dois anos e a falência da empresa familiar, o estilo de vida da família tem sido gravemente afetado.

Mas parece que as lições de Nikollë ainda estão a dar frutos. A fé católica é o pilar da família Bojaxhiu. Desde muito jovens, as crianças aprendem a rezar, claro, mas sobretudo a praticar os valores cristãos na sua vida quotidiana. Caridade, humildade, benevolência, bom humor…

Anjezë tem apenas dez anos de idade mas encarna-os com responsabilidade. Drana ainda não tem ideia até onde estes valores levarão a sua filha mais nova.

Caridade, a razão de ser

Como prometido no dia anterior, Anjezë dá a parte dos pobres a um mendigo que encontra em seu caminho da escola. Ela aguarda com expectativa o fim da aula para poder acompanhar a sua mãe à igreja e visitar os pobres. Pobres, doentes, alcoólatras ou órfãos, todos eles precisam de alguma coisa. As crianças da sua idade perguntam-lhe frequentemente se não tem medo de se aproximar das pessoas aleijadas que não cheiram bem.

Mas Anjezë não tem medo. A caridade é primeiro ver os pobres e torná-los presentes. Depois é alimentá-los, vesti-los e consolá-los. A família inteira é um verdadeiro pilar para a sua paróquia. Participam nos serviços litúrgicos, organizam correntes de oração. Anjezë põe até os seus talentos musicais ao serviço do coro da vila.

A oração e a missa são importantes. Mas a fé de Anjezë é revelada nos serviços que presta aos necessitados. E entre os Bojaxhiu, não se espera até que Deus os ponha no seu caminho. Ela imagina-se a fazer ainda mais quando adulta, como os missionários!

Então um dia, quando tinha doze anos de idade, teve este doce pensamento. E se ela entregasse toda a sua vida ao Senhor?

A melhor resposta à vocação

Já se passaram vários anos. Anjezë é ainda uma jovem cheia de caridade e dedicada aos necessitados. No entanto, é um poço de dúvidas que persiste sempre que a questão da sua vocação se coloca. É realmente uma vocação ou um desejo passageiro? E se for simplesmente o sonho de uma criança mais propensa ao orgulho do que à satisfação de saber que se está a fazer a vontade de Deus? Com a sua saúde frágil, poderia ela suportar realmente a vida religiosa? E se ela não tivesse força para isso?

As perguntas andam à volta na sua cabeça, sem respostas. Chegou então o dia em que um novo padre entrou na paróquia, o padre jesuíta Franjo Jambrekovic. Apresenta a paróquia ao serviço das missões e organiza muitas conferências com missionários.

Anjezë, agora com dezessete anos de idade, decide ir perguntar-lhe sobre a sua vocação.

– Como sabemos se este chamado é verdadeiro?

– Pela alegria, minha filha – responde o Padre Jambrekovic. A alegria que sentes pela ideia de servir o Senhor irá te dizer se a tua vocação é verdadeira.

Em 1928, Anjezë foi para a Irlanda para se juntar à ordem missionária das irmãs de Nossa Senhora de Loreto. Ela tomou pela primeira vez o nome de Irmã Maria Teresa antes de se tornar Madre Teresa, cujos aatos de caridade marcariam o mundo para sempre. Este 5 de Setembro de 2022, marca o 25º aniversário do seu nascimento no céu.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Madre TeresaSantosVocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia