Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 04 Fevereiro |
Santo Eutíquio de Roma
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Rússia rejeita Vaticano como lugar para negociar a paz

Guerra entre Rússia e Ucrânia

DIMITAR DILKOFF/AFP/East News

Francisco Vêneto - publicado em 13/12/22

Porta-voz russa atribui contrariedade de Moscou a palavras do Papa sobre crueldade de tropas

A Rússia rejeitou o Vaticano como local para negociar a paz com a Ucrânia. A oferta de sedir as negociações tinha partido do Papa Francisco mediante o Secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin.

O pontífice já declarou em reiteradas ocasiões a disponibilidade da Santa Sé para “mediar e pôr fim ao conflito”. Ele próprio chegou a ir pessoalmente à embaixada russa junto ao Vaticano para oferecer sua mediação, ainda nos primeiros dias da guerra de Vladimir Putin.

No início desta semana, porém, o cardeal Parolin comentou com jornalistas sobre a pouca plausibilidade de que essas negociações se concretizem no curto prazo.

“Estamos disponíveis, já dissemos desde o início. Acreditamos que o Vaticano possa ser um terreno adequado. Tentamos oferecer uma oportunidade para que todos se encontrem e, ao mesmo tempo, manter um equilíbrio. Vamos conseguir? É difícil saber… Nosso desejo é o de oferecer um espaço para as partes se reunirem e iniciarem um diálogo, sem condições prévias. Cabe a eles identificar a metodologia de trabalho”.

No tocante à Santa Sé, Parolin reafirmou:

“Estamos tentando realizar iniciativas que possam levar à paz, mas são sempre confiadas à vontade das partes. Sem isso, não será possível construir, apesar dos esforços e tentativas”.

Por outro lado, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, demonstrou que existe séria contrariedade de Moscou em aceitar a oferta do Vaticano devido a palavras do Papa que o Kremlin teria considerado problemáticas:

“Depois das palavras do Papa sobre chechenos e buriates, o Vaticano não seria um lugar adequado para possíveis negociações entre representantes de Moscou e Kiev. Os irmãos chechenos e buriates não ficariam contentes. Que eu me lembre, não houve palavras de desculpas por parte do Vaticano”.

Ela se refere a uma entrevista concedida por Francisco à revista America, dos padres jesuítas, na qual o Papa afirmou que as tropas “mais cruéis” nesta guerra “talvez sejam as da Rússia, mas sem tradição russa, como as chechenas, as buriates e assim por diante”.

Tags:
GuerraPapa FranciscoPazPolíticaRússiaUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia