Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 21 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Qual é o ciclo que você precisa fechar neste momento da sua vida?

Mulher com postura de sofrimento oferece orações em meio às desgraças

panitanphoto | Shutterstock

Talita Rodrigues - publicado em 30/03/23

Sempre existirão coisas e pessoas que temos que tirar da nossa vida e do nosso coração. É possível fazer isso sem sofrer tanto?

Fechar ciclos implica despedida. E eu nunca gostei de despedidas. Dói para mim dizer: “Até logo”.

Despedidas! Ter que dizer até logo, ter que dizer adeus para quem não queremos, ter que dizer “fim” para aquilo que não queríamos terminar…

Precisamos nos despedir de lugares que a gente mora, de etapas da vida, de relacionamentos que a gente precisa encerrar mesmo sem querer. Quantas vezes nós temos que fechar a porta! Não é fácil, né? E dói! Às vezes é um “até logo”, às vezes é um adeus, um “nunca mais”. 

Encerrar ciclos sempre vai mexer com o nosso íntimo, com nosso conhecido e com o nosso desconhecido. Saímos da zona de conforto, lidamos com a sensação de descontrole, porque vamos adentrar num outro espaço e estamos em outra hora.

Fechar ciclos

Fechamos ciclos e histórias porque a razão teve que falar mais forte do que as emoções. Fechamos ciclos porque precisamos crescer, amadurecer, nos desenvolver. Fechamos um ciclo para que o novo possa se abrir para nós.

Há lugares que, se olharmos bem, nós simplesmente não cabemos mais ali. 

Lugares que se desgastaram demais para continuarmos ali. Ciclos precisam ser fechados. Faz parte da vida. Ciclos tóxicos, cansativos, ciclos que nos levam sempre aos mesmos lugares.

Contudo, independentemente da necessidade deste encerramento, dói. Dói e não é pouco. Quantos “adeus”, quantos “tchaus” e quantos “até logo”, são necessários? 

Razão X emoção

Nesse momento, uma parte de nós quer ficar – mesmo com a consciência de que o ciclo precisa se fechar. E, cá entre nós, como é difícil fazer com que a razão e o coração entrem num consenso!

Tem horas que nos custa muito calar o nosso emocional. Custa-nos perceber que o nosso emocional nos sabota muitas vezes, e que ter a consciência disso também é importante. 

Reconhecer as dificuldades de encerrar ciclos necessários não nos priva da necessidade de fazê-lo e de sentir dor. A dor existe. E temos que lidar com isso. De alguma forma, de alguma maneira. 

Qual ciclo você precisa fechar hoje?

Hoje, quais são os ciclos (ou qual ciclo) você precisa fechar? 

Existem ciclos que definitivamente nós temos que fechar. Sempre existirão coisas e pessoas que temos que tirar da nossa vida e do nosso coração. 

Porque se a gente não banca com isso, se não fechamos os ciclos, a nossa vida vai ficando povoada de ciclos entreabertos que não nos levam para lugar nenhum, e que não nos deixam seguir em frente para receber de Deus, da vida, e dos dias de luz as bênçãos que estão ali, esperando para nos apresentar espaços que podem ser nossos para sempre. 

Os ciclos que não se fecham ocupam um espaço gigantesco em nossa vida, fazendo com que não consigamos colocar em nossa vida aquilo que realmente queremos, que vale apena e aquilo que sirva realmente para nós. Não sobra espaço para aquilo que seja compatível, para algo novo.

Abrir espaços

Quando falamos em encerramentos de ciclos, falamos de abrir espaços em nossa vida para tudo aquilo que desejamos que chegue até nós. Mas, pelo medo do novo, pelo medo irracional de perder aquilo ou alguém que nem temos, tornamos as coisas ainda mais complicadas.

Às vezes, nos acostumamos a contar as situações e as histórias de forma errada para nós mesmos para que, de alguma forma, o não encerramento do ciclo ainda faça sentido. Nós nos sabotamos. 

Precisamos entender que quando não encerramos ciclos necessários, corremos o sério risco de nos perder de nós mesmos. 

Ciclos que nos tiram dos eixos, que não fazem bem, mas que tomam toda a tua vida. É o ciclo que você não fecha que te fecha para a vida. 

Então, pare de manter espaços ocupados, pare de deixar ciclos entreabertos por puro medo. Existem portas que precisem ficar trancadas para sempre. Chega. Chega de deixar ciclos inacabados ocuparem um tremendo espaço. 

Chega de reservar o que você tem de melhor para quem nunca percebeu isso. Chega. Um ciclo que se fecha significa um novo caminho que se abre. 

Aproveite a jornada!

Esse artigo foi útil para você? Se sim, clique aqui e siga a psicóloga Talita Rodrigues no Instagram. Lá você poderá ter acesso a mais conteúdos sobre psicologia, comportamento e espiritualidade

Tags:
PsicologiaVida
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia