Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Em foco
separateurCreated with Sketch.

O que o assassino convertido de Santa Maria Goretti pode ensinar sobre os perigos da pornografia

ALESSANDRO SERENELLI MARIA GORETTI

Public Domain

Philip Kosloski - publicado em 06/07/23

Em sua carta-testemunho, Alexandre Serenelli faz um alerta aos jovens que "não se incomodam" com o caminho do mal que o "levou à ruína"

Uma das maiores batalhas que muitas pessoas têm na cultura moderna é contra a luxúria. A crescente disponibilidade de pornografia por meio de dispositivos móveis e computadores só piorou os problemas.

Para muitos, libertar-se dos vícios sexuais é muito difícil. É por isso que precisamos da ajuda de Deus, bem como de programas sólidos que conduzam ao caminho da liberdade. Uma forma de invocar a graça de Deus é fazê-lo pela intercessão dos santos.

E um pensamento do assassino convertido de Santa Maria Goretti pode ajudar a largar esse vício.

Seu nome era Alexandre Serenelli (1882-1970), mais conhecido como o vizinho de 20 anos que tentou estuprar Santa Maria Goretti, de 11 anos. Quando ela lutou contra seu ataque, implorando para que ele se lembrasse de sua própria alma, ele a esfaqueou 14 vezes.

No entanto, em seu leito de morte, Santa Maria Goretti disse: “Eu perdôo Alexandre Serenelli… e o quero comigo no céu para sempre”.

Alexandre foi enviado para a prisão. No entanto, Santa Maria Goretti apareceu a ele em sua cela e o perdoou novamente. Isso teve um impacto profundo na vida do jovem, que logo em seguida iniciou o caminho da conversão.

Ele permaneceu na prisão por 27 anos. Assim que foi libertado, Alexandre visitou a mãe de Maria Goretti e também pediu perdão a ela. Ambos assistiram à Missa juntos e se reconciliaram.

Alexandre, então, se mudou para um convento franciscano e lá trabalhou como jardineiro pelo resto de sua vida.

Antes de sua morte, em 1970, escreveu um “testamento espiritual”, onde expressou sua contrição, explicando até que havia sido consumido por materiais pornográficos, muitos dos quais fornecidos por seu próprio pai. Disse ele:

“Tenho quase 80 anos e estou perto do fim dos meus dias.

Olhando para o passado, reconheço que, na minha juventude, percorri um caminho falso: o caminho do mal, que me levou à ruína.

Vejo através da imprensa que a maioria dos jovens, sem se incomodarem, seguem o mesmo caminho; eu também não me incomodava.”

Alexandre desejou muito seguir o exemplo de Santa Maria Goretti, e escreveu: “E agora, com serenidade, aguardo o momento de ser admitido na visão de Deus, de abraçar novamente meus entes queridos, de estar perto de meu anjo protetor [Maria] e sua querida mãe, Assunta.”

Sua vida arrependida tornou-se uma inspiração para muitos, e uma Oração para a Glorificação de Alexandre Serenelli foi impressa e disponibilizada aos peregrinos que veneram as relíquias de Santa Maria Goretti. Embora sua causa de canonização ainda não tenha sido aberta, espera-se que um dia seu exemplo seja oficialmente reconhecido pela Igreja.

Os indivíduos são encorajados a usar a oração e invocar sua intercessão, pedindo um milagre. Especialmente para os viciados em pornografia, Alexandre pode ser um poderá se tornar um poderoso intercessor, pois conheceu em primeira mão as consequências mortais do pecado.

Tags:
PornografiaSantosVícios
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia