Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 26 Fevereiro |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Sabe qual era a santa favorita de Santa Teresinha?

SANTA TERESA LISIEUX

Shutterstock

Cécile Séveirac - publicado em 23/11/23

A jovem carmelita expressou verdadeira admiração por ela, o que ficou registrado em um de seus poemas

Santa Cecília é considerada uma das maiores mártires cristãs da história. Celebrada no dia 22 de novembro, ela é mencionada no cânone da oração eucarística, e foi declarada padroeira dos músicos por causa de seu canto que, dizem, continuou a subir ao céu durante sua provação. A sua coragem, a constância da sua fé e a sua grande pureza de corpo e de espírito fazem dela um exemplo para todos os cristãos, especialmente para as jovens. E outra grande santa compreendeu bem isso: Santa Teresinha tinha uma grande admiração por Santa Cecília.

Enquanto ia a Roma para obter do Papa o que parecia impossível – a sua entrada no carmelo aos 15 anos – Teresa descobriu a vida da jovem Cecília, que converteu tanto o seu marido pagão como o seu cunhado. “Ah, que viagem! Ela me ensinou mais sozinha do que os longos anos de estudo”, escreveu a pequena Teresa em “História de uma Alma”. 

Amor espiritual por Cecília

Caminhando pelas ruas da Cidade Eterna, ela entrou na Basílica de Santa Cecília em Trastevere, construída sobre as ruínas da casa de Cecília. Foi um “amor à primeira vista” espiritual pela jovem, que ainda sonhava em ir aos quatro cantos da terra para evangelizar e sofrer o martírio. Ela escreveu:

“Antes da viagem a Roma, não tinha nenhuma devoção particular por esta santa, mas ao visitar a casa transformada em igreja [a basílica de Santa Cecília em Trastevere], local do seu martírio, e ao saber que ela foi proclamada rainha da harmonia, não pela sua bela voz ou pelo seu talento para a música, mas em memória do canto virginal que ela fazia ouvir ao seu Esposo celestial escondido no fundo do seu coração, senti por ela mais do que devoção: uma verdadeira ternura de amiga… Ela se tornou minha santa favorita, minha confidente íntima.”

Foi assim que Teresinha dedicou a Cecília um poema inteiro, escrito em 28 de abril de 1894. Ela o enviou para sua irmã Celina. Aqui está um trecho do belo texto:

“Ó Santa bem-amada, contemplo extasiada

essa sulco de luz que deixas atrás de ti.

Creio ainda escutar tua doce melodia;

sim, teu canto celeste ainda chega a mim!

De minha alma exilada escuta a oração:

Deixa-me reclinar em teu coração virgem

o lírio imaculado que brilhou nesta terra,

envolto em bela luz de fulgor sem igual.”

Clique na galeria abaixo e conheça a Basílica de Santa Cecília em Trastevere!

Tags:
Igrejaromasanta teresinhaSantos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia