Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 03 Março |
Aleteia logo
Cultura & Viagem
separateurCreated with Sketch.

A um ano da reabertura, catedral de Notre-Dame ganha de volta sua cruz

Notre-Dame de Paris, croix, flèche, reconstruction, chantier

MIGUEL MEDINA / AFP

La flèche de Notre-Dame de Paris a retrouvé sa croix le 6 décembre 2023.

Agnès Pinard Legry - publicado em 07/12/23

A catedral de Notre-Dame, em Paris, recebeu sua cruz de volta na quarta-feira, 6 de dezembro. Montada no topo da torre da catedral, ela agora tem 96 metros de altura e mais uma vez vigia a capital francesa

Faltando um ano para a reabertura da Notre-Dame de Paris, o simbolismo é lindo. Na quarta-feira, 6 de dezembro, a catedral recuperou sua cruz, afixada no topo de sua torre, que agora tem 96 metros de altura.

A operação foi realizada à tarde, pouco depois das 15h, diante dos olhos atônitos dos parisienses e dos espectadores. Na sexta-feira, 8 de dezembro, festa da Imaculada Conceição, a contagem regressiva começará oficialmente: em um ano, Notre-Dame reabrirá suas portas.

Então, o que poderia ser mais bonito do que saber que a cruz diante da qual Maria chorou por seu Filho, e diante da qual os católicos de todo o mundo se curvam, está agora mais uma vez vigiando Notre-Dame e os parisienses? Uma piscadela ou um aceno para Deus, a cruz foi instalada pouco depois das 15h, a hora da morte de Cristo… na cruz.

O pináculo encimado por uma coroa, um galo e uma cruz

O pináculo “está sendo remontado atualmente […] com base nos desenhos de Viollet-Le-Duc. É uma montagem extremamente hábil de madeira, coberta com uma folha de chumbo e encimada por uma coroa, um galo e uma cruz”, explicou o Élysée na quarta-feira.

No entanto, o galo não estava visível no topo da cruz na quarta-feira. Ele “ainda não foi substituído”, de acordo com o Eliseu, que disse que ele “será abençoado” de acordo com a tradição católica “nos próximos dias”. Trata-se de um “novo galo”, já que o “galo que sobreviveu às chamas (será) exibido” em um futuro museu.

Emmanuel Macron, que visitará o canteiro de obras de Notre-Dame na sexta-feira, 8 de dezembro, poderá se aproximar da torre. Espera-se que ele preste uma homenagem sincera ao General Jean-Louis Georgelin, que estava encarregado das obras da Notre-Dame e morreu repentinamente em agosto de 2023, e cujo nome será gravado na madeira da torre.

Embora o cronograma para a reabertura de Notre-Dame esteja, em princípio, garantido, ainda há mil tarefas importantes a serem realizadas: concluir a restauração do campanário norte e reinstalar os oito sinos restaurados, terminar a limpeza das capelas e, acima de tudo, remontar a estrutura do telhado do coração e da nave, a famosa “floresta”, que foi reconstruída para corresponder à estrutura medieval original e está sendo instalada em grande velocidade.

Mas “a torre é o verdadeiro símbolo da reconstrução da catedral”, disse o general Jean-Louis Georgelin. “Estamos nos aproximando muito da reabertura de Notre-Dame em dezembro de 2024. Os franceses, peregrinos e visitantes de todo o mundo poderão então redescobrir a catedral que amam, totalmente restaurada em seu original e ampliada pelo esplendor redescoberto de suas decorações pintadas!” Uma torre que já ostenta a Esperança em seu topo e para a qual os olhos de milhões de fiéis estão voltados.

EM IMAGENS: A torre de Notre-Dame recupera sua cruz:

Tags:
História da IgrejaigrejasViagem
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia